Advertisement

Expectativa em negócios de outubro mantém crescimento

As previsões de vendas e encomendas futuras aumentaram em quase 13%

Conjuntura / 16 Novembro 2018

O Índice de Expectativa nos Negócios da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), o Ifecap de outubro cresceu 4,9% em relação ao mês de setembro, na série com ajuste sazonal. O resultado foi influenciado positivamente pelas expectativas de vendas e encomendas futuras, que cresceram em média 12,9%, mesmo esse sendo o segundo período consecutivo, no qual o Indicador Momento Atual dos Negócios revela números negativos em comparação ao mês anterior, na série com ajuste sazonal.

No entanto, diferente do que aconteceu há dois meses, não foram as vendas que puxaram o indicador para baixo, mas a Situação Geral dos Negócios e o Momento Atual das Encomendas, o primeiro registrou redução de 4,7% e, o segundo, diminuição de 3,8%.

“O índice só não foi melhor devido à frustração dos empresários em relação ao momento atual dos negócios, que apresentou nova redução, de 1,4%. Houve um recuo, mas, mesmo assim, o Ifecap cresceu pelo segundo mês seguido puxado pelas perspectivas futuras”, diz Erivaldo Vieira Costa, Coordenador no Núcleo de Conjuntura Econômica da Fecap, que produz o indicador.

Com relação ao Índice Momento Atual das Vendas, em outubro, ele apresentou leve recuperação, saindo de 108,44 pontos para 113,49, aumento de 4,7% em relação ao mês anterior.

Na série sem ajuste sazonal, o Indicado Momento Atual dos Negócios está 21% acima dos valores verificados no mesmo mês de 2017. “Mas, quando observamos isoladamente a opinião dos empresários do comércio em relação a Situação Geral dos Negócios, verificou-se uma redução de 2% em relação ao mesmo período do ano anterior”, completa Costa.

Ainda na mesma série sem ajuste sazonal, o Ifecap de outubro está 19,3% acima dos valores apresentados no mesmo período de 2017 e, na análise pela média móvel trimestral, o índice ficou 13,3% acima dos valores do ano anterior.

Composto pela compilação de informações sobre as empresas do comércio varejista do Estado de São Paulo, o Ifecap considera o desempenho atual das vendas a clientes e das encomendas a fornecedores, bem como a avaliação geral da situação atual do negócio. O índice avalia ainda informações sobre as expectativas dos empresários quanto às vendas e encomendas para os próximos três meses.