Exceto por Hong Kong, mercado acionário chinês fecha em alta

Xangai cresceu 0,31%, em 2.884,7; Shenzhen, 0,55%, em 9.657,65; e ChiNext, 0,35%, a 1.675,39 pontos.

Mercado Financeiro / 12:04 - 3 de dez de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Exceto por Hong Kong, o mercado acionário chinês fechou nesta terça-feira em alta, com o indicador referencial, o Índice Composto de Xangai, aumentando 0,31% e fechando em 2.884,7 unidades.

O Índice de Componentes de Shenzhen cresceu 0,55% encerrando o pregão em 9.657,65 unidades.

Também o ChiNext fechou em alta de 0,35% nesta terça-feira, a 1.675,39 pontos.

A exceção foi o mercado acionário de Hong Kong que fechou nesta terça-feira com uma queda de 53,42 pontos, ou 0,20%, em 26.391,3 pontos.

O Índice de Hang Seng variou entre 26.063,02 e 26.424,12. O valor das transações somou 71,25 bilhões de dólares de Hong Kong (US$ 9,10 bilhões).

 

Xangai: Shibor e futuros de petróleo bruto - A Taxa de Oferta Interbancária de Xangai (Shibor) overnight, que mede os custos com que os bancos chineses emprestam dinheiro entre si, caiu 10,1 pontos básicos na terça-feira, para 2,132%.

A Shibor de sete dias caiu 13,5 pontos básicos para 2,343%, enquanto a de um mês subiu 0,6 ponto básico para 2,785%, e a de um ano ficou inalterada em em 3,122%.

Também os preços dos futuros de petróleo bruto fecharam em queda nesta terça-feira durante o pregão diurno na Bolsa Internacional de Energia de Xangai.

O preço do contrato de petróleo bruto mais negociado com entrega em janeiro caiu 5,6 iuanes (US$ 0,80), encerrando o pregão em 450,5 iuanes o barril.

No mesmo dia, o volume total de comércio dos nove contratos futuros listados na bolsa chegou a 179.868 lotes, no valor de 81,25 bilhões de iuanes.

Em março do ano passado, a China lançou o comércio de futuros de petróleo bruto, que é aberto ao investimento do exterior.

 

Com informações da Agência Xinhua

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor