Evento selecionará empreendedor para concurso na África do Sul

Final do Global Student Entrepreneur Awards (GSEA) acontece no primeiro semestre de 2020, na Cidade do Cabo.

Empresas / 17:49 - 17 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O concurso internacional para jovens empreendedores, o Global Student Entrepreneur Awards (GSEA) selecionará o melhor negócio brasileiro iniciante, com no mínimo seis meses de atuação, durante o EO LACademy Rio de Janeiro, no dia 26 de outubro. O vencedor representará o país na Conferência Global da Entrepreneurs’ Organization (EO), programada para o primeiro semestre de 2020, na Cidade do Cabo (África do Sul). Na ocasião, os campeões de mais de 50 países estarão reunidos com o objetivo de apresentar suas ideias para uma banca de jurados e concorrer a premiação final: US$ 25 mil ao primeiro lugar, US$ 10 mil ao segundo e US$ 5 mil ao terceiro, além de outros serviços.

A seletiva nacional do Global Student Entrepreneur Awards acontece durante as atividades do EO LACademy, evento organizado pela EO voltado aos empresários, líderes e políticos mais influentes da América Latina. De acordo com Assur Fernandes II, membro fundador da EO Rio de Janeiro e líder do EO LACademy, hoje o GSEA é a principal competição global para estudantes de graduação ou pós graduação e que, ao mesmo tempo, lideram um negócio com pelo menos seis meses consecutivos de operação. Realizada pela entidade desde 2006, a iniciativa tem como premissa estimular o espírito empreendedor nos jovens e fazer com que os seus negócios atinjam a maturidade de uma forma mais ágil: “Queremos cultivar a futura geração de empreendedores, agregando valor também ao ecossistema empresarial”, afirma.

 

Destaque brasileiro

 

O Brasil tem conquistado um papel de destaque no concurso. Na edição do GSEA 2018/2019, o brasileiro Gustavo Fuga dos Reis, fundador da 4YOU2, uma plataforma para famílias e pessoas de baixa renda aprenderem inglês, conquistou o 3ª lugar na finalíssima, realizada na China. O prêmio foi concedido pelo fato do empreendedor criar um sistema em que os alunos ficam frente a frente com professores de inglês de 50 países, por um valor que chega a 1/7 do preço de outros cursos de inglês. Outro diferencial é o modelo de aprendizado, que combina conversação em tempo real e exercícios gramaticais com cenários da vida real.

“Foi um das experiências mais interessantes da minha vida. Conhecer a Ásia pela primeira vez e poder representar o nosso país e os empreendedores brasileiros nessa competição foi uma honra. O nível dos colegas dos outros países era muito alto e conhecer todas essas mentes brilhantes foi o principal prêmio”, relata o criador da 4YOU2, que atualmente tem 10 mil alunos e oito escolas. Nos próximos 30 meses, Gustavo e sua equipe planejam abrir 30 novas escolas.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor