EUA vão restabelecer tarifa sobre aço e alumínio comprados do Brasil

Nesta segunda, Bolsonaro disse que usará 'canal aberto' que tem com Trump, para conversar sobre o assunto.

Internacional / 13:03 - 2 de dez de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou hoje em sua conta no Twitter que vai restaurar as tarifas do aço e alumínio brasileiros e argentinos. A medida é uma reação americana a desvalorização das moedas locais desses dois países.

"O Federal Reserve também deve agir para que os países não tirem mais proveito do nosso dólar forte, desvalorizando ainda mais suas moedas. Isso torna muito difícil para nossos fabricantes e agricultores exportar seus produtos de maneira justa", disse Trump na rede social.

No final de agosto, o governo dos EUA flexibilizou as importações destes produtos quando decidiu que companhias norte-americanas que negociarem aço do Brasil não precisariam pagar 25% a mais sobre o preço original desde que provem que há ausência de matéria-prima no mercado interno. O Brasil está entre os principais fornecedores de aço e ferro para os EUA.

Na última sexta-feira, a moeda norte-americana voltou a subir atingindo, em valores nominais o segundo maior nível desde a criação do real. O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 4,241, com alta de R$ 0,025 (+0,58%).

 

Bolsonaro - Hoje, Jair Bolsonaro disse que fará uso do "canal aberto" que tem com Trump, para conversar sobre a decisão de retomar as tarifas cobradas para importação de aço e alumínio brasileiros.

Bolsonaro afirmou que o assunto será tratado ainda hoje com o ministro da Economia, Paulo Guedes. "Vou conversar com o Paulo Guedes agora, e se for o caso, ligo para o Trump, porque tenho canal aberto com ele", disse.

 

Com informações da Agência Brasil

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor