Advertisement

EUA: Senado vota para bloquear declaração de emergência da fronteira

Senado votou ontem por 59 a 41 a favor de bloquear a declaração de Trump de uma emergência nacional na fronteira sul.

Internacional / 15 Março 2019 - 13:30

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O Senado dos EUA votou na quinta-feira por 59 a 41 a favor de bloquear a declaração de emergência nacional do presidente Donald Trump na fronteira sul.

A medida, juntamente com uma votação pela Câmara dos Deputados, deu um golpe na proposta de Trump para construir um muro na fronteira e espera-se que force Trump a exercer poderes de veto pela primeira vez desde que se tornou presidente.

Esta é também a primeira vez que o Congresso agiu contra uma declaração de emergência nacional desde que a Lei de Emergências Nacionais foi promulgada em 1976.

"VETO!” Trump tuitou logo após a votação. Ele disse a um evento de imprensa no início de quinta-feira que ele não esperava que seu veto fosse anulado.

Na votação de quinta-feira, 12 senadores republicanos quebraram o posto e votaram ao lado dos democratas para mostrar o desafio à declaração de emergência de Trump, revelando uma profunda divisão entre os legisladores do Partido Republicano sobre a questão.

Para anular o veto de Trump, ambas as câmaras do Congresso precisam de dois terços dos votos. Não está claro se os oponentes de Trump vão ganhar votos suficientes.

A Câmara dos Deputados dos EUA votou por 245 a 182 no final de fevereiro para bloquear a emergência nacional declarada por Trump em 15 de fevereiro.

 

Agência Xinhua

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor