Especialista ensina como usar o WhatsApp a favor da sua empresa

SAC, transmissão de ofertas e pesquisa de satisfação são algumas das estratégias.

Empresas / 22:57 - 3 de set de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A força das mídias sociais e o surgimento de novos apps de mensagens está mudando a forma como as pessoas se comunicam. E para acompanhar essa evolução, muitas empresas também estão investindo em novas ferramentas de trabalho para lidar com o cliente de maneira mais rápida, eficiente e individual. Diante desse cenário, o aplicativo WhatsApp tem sido a grande solução para os micros e pequenos negócios, que ainda contam com uma equipe reduzida, verba limitada, mas também precisam ser assertivos na sua comunicação.

Não à toa, o WhatsApp foi considerado o aplicativo mais baixado no 2º trimestre de 2019, entre 1º de abril e 30 de junho. Segundo dados do Sensor Tower, consultoria voltada para a economia do mercado móvel, o bate-papo ultrapassou a marca de 180 milhões de downloads, com a soma das lojas dos sistemas Android e IPhone (IOS). Vale lembrar que o mensageiro também figurou a liderança no ranking durante o 1º trimestre deste ano, ultrapassando o gigante Facebook, que adquiriu o WhatsApp em 2014.

De olho nessa oportunidade de oferecer um serviço eficiente e com uma ferramenta simples, intuitiva e gratuita, a especialista em marketing digital para micro e pequenas empresas, Silvia Martins, explica como usar o aplicativo a favor do seu negócio. “O WhatsApp é uma ótima ferramenta para trabalhar SAC, venda online e pesquisa de satisfação. O app é acessível a todos e oferece um atendimento muito mais ágil e em tempo real ao cliente. Além de mensagens, através dele também é possível enviar fotos, vídeos e áudios sobre os produtos e até mesmo arquivos em Word, Excel e PDF, de contratos ou cardápio de restaurantes, por exemplo”, conta.

E para ajudar nessa tarefa, e ainda ser bem-sucedido com o uso do WhatsApp, a especialista e consultora de estratégias digitais oferece três maneiras de você usar o aplicativo dentro do seu negócio.

SAC: Com o crescimento das mídias sociais, muitos micros e pequenos negócios não dão prioridade no investimento de uma loja virtual, dando mais atenção às contas gratuitas de Facebook e Instagram. Pensando nesse movimento, uma maneira de reduzir o alto atendimento através de inbox e direct das redes sociais é oferecendo um número de WhatsApp. Assim, os clientes podem tirar suas dúvidas e ainda conversar com o atendimento sobre determinado produto.

Lista de Transmissão: Sabe aqueles clientes assíduos do seu restaurante ou que compram frequentemente os seus produtos? Por que não centralizar todos eles em uma lista de transmissão? Essa é uma estratégia bem mais eficiente e rápida para enviar as últimas ofertas, o cardápio da semana e até mesmo os lançamentos da estação para o maior número de clientes possíveis. Na prática, você só precisa selecionar os contatos e disparar a informação para todos, como se fosse um e-mail marketing, já que a mensagem é enviada individualmente para cada pessoa, não sendo possível identificar que esse conteúdo foi, na verdade, uma lista de transmissão. Dica: para que a lista de transmissão funcione, é preciso que os clientes tenham o contato da empresa salvo no celular.

Pesquisa de Satisfação: Com a mesma lógica da lista de transmissão, por que não utilizar esse banco de dados desses clientes para avaliar o seu negócio, o atendimento ou até mesmo os seus produtos? Faça um pequeno questionário e envie para os seus principais clientes. A ideia é obter um feedback verdadeiro em um curto espaço de tempo.

Esse é o caso da empresária Patrícia Pozza, sócia da Shoes U, que após uma consultoria 360º com a especialista Silvia Martins, passou a incluir o WhatsApp na rotina do seu negócio. “Minha empresa ainda está dando os primeiros passos, então tenho uma equipe muito reduzida e quase nenhuma verba para sistemas sofisticados. A dica do WhatsApp foi fundamental para desafogar o atendimento das redes sociais e ainda dar um toque mais pessoal ao atendimento. Hoje, além de tirar dúvidas dos clientes, também divulgamos novidades e até mesmo recebemos sugestões pelo aplicativo. Realmente é um ótimo termômetro para sentir como a empresa está sendo recebida pelo meu público. E o melhor de tudo é que ela é gratuita e muito simples de mexer”, explica a empreendedora.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor