Advertisement

Empresas devem investir em mobile, IOT e robótica

Especialista em tecnologia indica o que vai estar em alta para pequenas e médias empresas, no próximo ano.

Informática / 24 Janeiro 2019 - 14:53

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Estudo realizado pela Dimension Data apontou que em 2019 as empresas vão investir ainda mais em tecnologias como inteligência artificial, internet das coisas (IOT) e robótica. Além disso, segundo a pesquisa, as instituições vão continuar transformando seu ambiente, investindo em plataformas 100% digitais, e as experiências dos usuários e a análise de dados serão o foco do mercado no próximo ano.

O especialista em tecnologia e CEO da plataforma Lista Mais João Paulo Gonçalves listou algumas tendências para as pequenas e médias empresas investirem em 2019.

As empresas que ainda não passaram pela transformação digital precisarão se adequar às novas plataformas digitais, para garantia da sua sobrevivência no mercado. O investimento em sites, produção de conteúdo e vídeos, ajudam a posicioná-las nas primeiras páginas dos sites de buscas, consequentemente, isso acaba gerando um engajamento maior de potenciais clientes e diferenciando a marca dos demais concorrentes.

O comportamento dos consumidores também está mudando, quando buscam informações na internet, eles preferem ver vídeos em vez de ler conteúdos. Com isso, as empresas terão que investir no audiovisual, conforme as preferências dos públicos, para que eles possam acessar as informações que precisam de forma rápida e simplificada.

Somente em 2017, 49% da população dependia deles para acessar a rede, segundo o relatório TIC Domicílios 2017, produzido pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.Br), vinculado às Nações Unidas e ao Comitê Gestor da Internet no Brasil. "As empresas devem investir no mobile, pois uma parcela grande dos consumidores fazem compras e localizam empresas pelo celular. Portanto, é importante garantir uma boa experiência para os potenciais clientes". Presente desde 2006 no mercado digital, a Lista Mais possui números que comprovam essa tendência, pois em 2018, 60% das buscas na plataforma foram feitas por meio de smartphones e 40% via desktop.

A geolocalização é um recurso que utiliza o GPS para identificar a localidade de determinado lugar, geralmente acessado via desktop ou mobile. Além de fornecer mais visibilidade e oportunidades para o negócio, esse mapeamento digital é muito útil para as buscas de produtos na internet, pois ele permite que o usuário saiba o estoque de uma loja e qual é a unidade mais próxima para retirada da mercadoria. "As empresas que investem nesse recurso, conseguem atrair mais clientes, pois um estudo do Google mostrou que 30% das visitas em sites geram presença em lojas físicas e também houve um aumento de três vezes mais pesquisas por termos como: lojas próximas, onde comprar e próximo a mim", comenta, Gonçalves. Esses dados mostram como a presença no digital contribui ainda mais para a visibilidade das empresas locais.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor