Em apenas nove dias, ação da Cielo caiu 9,6%

Três casas de análise estão mandando comprar, três aconselham a venda, e nove, a manutenção.

Acredite se Puder / 19:06 - 9 de jan de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O ano não começou bem para os acionistas da Cielo, pois nos nove primeiros dias a cotação de suas ações registrou desvalorização de 9,6%, sendo que 2,91% foram perdidos no pregão da última terça-feira, depois da renúncia de Sérgio Saraiva Castelo Branco de Pontes, que era vice-presidente de desenvolvimento organizacional, e 4,8% no desta quinta-feira, caindo para R$ 7,43, após ter sido rebaixada pelos analistas do Bradesco BBI. O interessante é que o relatório de revisão foi assinada por Victor Schabbel, que já foi diretor de Relações com Investidores da própria Cielo, e classifica a companhia como um “anjo caído” que não mostra evidência de “melhora material no ambiente competitivo”. Assim, com o rebaixamento, a Cielo passa a ter a mesma quantidade de recomendações de venda e de compra, se bem que as posições neutras sejam mais numerosas. Conforme levantamento da Bloomberg, três casas de análise estão mandando comprar, três aconselham a venda, e nove, a manutenção.

O Bradesco faz os seguintes prognósticos: queda de 6% no lucro líquido de 2020, que se situará em R$ 1,02 milhão, e aumento de 1% no de 2021, que subirá para R$ 1,13 milhão. Por causa da guerra no setor, Victor reconhece os esforços da companhia para melhorar os preços e retomar crescimento de share, mas acredita que antes da nova estrutura corporativa e iniciativas estratégicas darem frutos, os resultados provavelmente deteriorarão mais. Por isso, vislumbra uma nova onda de revisões para baixo nos resultados, o que pode mudar a visão do mercado e consequentemente derrubar o papel ainda mais.

 

Magalu fez 1ª propaganda enganosa do ano?

O Procom não tornou público os verdadeiros motivos que o levaram a solicitar do Magazine Luiza maiores informações sobre a promoção OutletMagalu, como a quantidade de cupons disponibilizados, além da comprovação da respectiva utilização, a identificação do consumidor, do produto adquirido, do valor e local em que a compra foi realizada. Parece que o motivo foi a indisponibilidade do sistema para conclusão da compra, o que irritou os consumidores e formou movimentos nas redes sociais, onde a varejista foi acusada de fazer propaganda enganosa, pois não era a primeira vez que acontecia problemas aquele tipo. Por causa disso, as hashtags #FraudeMagalu e #MagaluCaloteira ficaram entre os destaques do Twitter no Brasil.

A promoção é meio complicada, pois distribuiu 50 cupons com desconto de R$ 1 mil cada para serem usados nas compras a partir de R$ 1.001 feitas no super app da Magalu, em produtos vendidos e entregues pelo Magazine Luiza.

 

Cai remuneração de presidente da Apple

Tim Cook, presidente da Apple, recebeu em 2019 US$ 125 milhões menos do que no ano anterior, devido, em parte, a um bônus mais baixo. O salário do executivo era de US$ 3 milhões, bônus de US$ 7,7 milhões e US$ 884,5 milhões em benefícios e outras remunerações. Essas informações foram fornecidas pela própria empresa, que também revelou que Tim também possuí US$ 113,5 milhões em ações da Apple adquiridas segundo o contrato de permanência na empresa.

Aqui no Brasil, ninguém sabe, pois a Comissão de Valores Mobiliário apoia todos os absurdos propostos pela antiga Bovespa, atual B3. Assim, continua a pergunta: qual a remuneração do Pedro Pullen Parente?

 

Natura tenta salvar Avon nos EUA

Depois de anos de tentativas mal sucedidas, a Natura decidiu salvar a Avon Products, provocando uma reviravolta na empresa vendedora direto de cosméticos de 134 anos. O objetivo brasileiro: transformar quase 5 milhões de representantes da Avon em influenciadores online que vendem nas mídias sociais, por meio de aplicativos móveis e até em suas próprias lojas.

 

IMC vende ações. Será por causa do Outback?

Para fortalecer o fluxo de caixa, a International Meal Company, uma das maiores empresas de alimentação industrial do Brasil, decidiu vender 6,79 milhões de ações ordinárias na B3. Será que afaz parte da estratégia para comprar os ativos brasileiros da australiana Outback?

 

Omega gasta R$ 282,8 mi em 2 parques eólicos

Por R$ 282,8 milhões, a Omega Energia adquiriu mais dois parques de energia eólica no Maranhão, o Delta 7 e o Delta 8.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor