Educação ambiental não formal

Como já realçamos anteriormente, a educação ambiental, em seu aspecto formal, tem como alicerce o aprendizado escolar em...

Direito Ambiental / 14:02 - 27 de mar de 2018

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Como já realçamos anteriormente, a educação ambiental, em seu aspecto formal, tem como alicerce o aprendizado escolar em conformidade com seu desenvolvimento no âmbito curricular das instituições de ensino público e privado. A lei bem realça que ela vai se desenvolver como prática educativa integrada, com continuidade em todos os níveis de modalidade do ensino formal. A lei, contudo, volta assinalar este ponto pelas suas consequências sociais, também desenvolve a educação não formal que tem como referência as atividades educativas, voltadas para a sociedade com o fito de divulgar a importância da defesa ambiental. Notadamente, com destaque para a fauna e a flora, com recursos objetivando a manifestação de seus componentes naturais.

Tem como retrato de suma importância a conscientização de todos da obrigatoriedade de orientação para que se respeite a natureza na fórmula como ela se desenvolve e mantendo os seus recursos renováveis para a continuação das espécies. Quando assistimos a uma conferência sobre o meio ambiente, logo em seguida, muitos têm o hábito, assim como eu, de pesquisar e se dedicar às matérias contidas em livros e órgãos da imprensa. Na verdade, são meios de aprendizagem do mundo natural. Logicamente, esta atuação visa ao respeito ao meio ambiente, ao aprender como nós mesmos e a nossa família devemos cuidar do meio ambiente e ver como agregado a nossa vida e a manutenção de sua qualidade.

A mídia, de modo geral, tem contribuído e muito ao desenvolver a divulgação de temas relevantes para a conservação sadia do meio ambiente. Esta integração da sociedade aos princípios que têm importância vital para todos vai se estender em pequenos detalhes do nosso dia a dia, como a conservação da água, sem qualquer poluição; cuidados com as áreas voltadas a natureza, como o jardim botânico e outros. Assim como, entre outros exemplos, atuações em nosso ambiente profissional ou social sem deteriorar as condições ambientais. Pequenas atitudes, como não ajudar na acumulação de lixos, principalmente em praias, dando a criação de um hábito favorável. Temos tido, inclusive, com grande frequência, o surgimento de hortas orgânicas entre outras formas de se cultivar a flora; também nos cuidados indispensáveis para a proteção da fauna, o nosso comportamento tem que se basear na preocupação pela manutenção das espécies e um tratamento voltado a impedir excessos a vida animal como recentemente nos ocorreu com os primatas, que muitos entendiam como sendo a causa da febre amarela.

Ai já se deslumbra o destaque da educação ambiental, pois se todos fossem orientados sobre a conservação da fauna e da flora de maneira adequada, saberíamos como viver em harmonia com a própria natureza. Com advento da Lei 6.938, em que se desenvolve a política nacional do meio ambiente, vamos observar em seu texto suas diretrizes fundamentais. Para a finalidade de nossas atuais colunas, entendemos a relevância contida na lei citada, no que tange aos seus objetivos para disciplinar a política nacional do meio ambiente, contendo em seu artigo IV os seguintes destaques:

I – a compatibilização do desenvolvimento econômico e social com a preservação da qualidade do meio ambiente e do equilíbrio ecológico;

III – ao estabelecimento de critérios e padrões da qualidade ambiental e de normas relativas ao uso e manejo de recursos ambientais;

IV – ao desenvolvimento de pesquisas e de tecnologias nacionais, orientadas para o uso racional de recursos ambientais;

V – à difusão de tecnologias de manejo do meio ambiente, à divulgação de dados e informações ambientais e a formações ambientais e a formação de uma consciência pública sobre a necessidade de preservação da qualidade ambiental e do equilíbrio ecológico.

Continuaremos na próxima coluna, explorando um pouco mais sobre educação ambiental.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor