Dívida pública argentina chega a 90% do PIB

Metade dos compromissos de pagamento expirará durante o governo de Fernández.

Internacional / 16:03 - 11 de nov de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Um estudo da consultoria Ecolatina mostra que o governo de Mauricio Macri aumentou a dívida pública da Argentina para 86% do Produto Interno Bruto (PIB). O estudo mostra ainda que 50% dos compromissos do país expirarão durante o governo Alberto Fernández, que assume em 10 de dezembro.

A Argentina terá que desembolsar cerca de US$ 38 bilhões (10% do PIB) até junho. Entre os compromissos a serem pagos por esta nação estão os adquiridos por Macri com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

De acordo com o estudo, a situação constitui "um dos maiores e mais urgentes problemas que Fernández enfrentará", juntamente com seu vice-presidente e gabinete ministerial.

O documento indica que o novo presidente "deve definir rapidamente uma estratégia para resolver o problema", que "dificilmente consegue maximizar o crescimento; e, com sorte, minimizará os danos".

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor