Dia do Meio Ambiente

No dia 5 de junho comemoramos o Dia Mundial do Meio Ambiente. A data do meio ambiente foi instituída pela Organização das...

Direito Ambiental / 20:18 - 5 de jun de 2018

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

No dia 5 de junho comemoramos o Dia Mundial do Meio Ambiente. A data do meio ambiente foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), sendo desenvolvida durante a Conferência de Estocolmo. Desenvolveu-se uma visão atual sobre a importância de se proteger a natureza, visando principalmente à reposição de tudo que foi retirado pelo homem para o exercício das atividades profissionais com lastro na sustentabilidade. Como comemorar esta data? De início, com agradecimentos a todos que de alguma forma reservam parte de seu tempo, de sua vida, lutando pela natureza; conservando os valores originais. Contudo, a unanimidade não existe e fartamente assistimos àqueles que desprezam a natureza e não conseguem ajudar ao meio ambiente, apenas retirando da terra o que para eles for mais eficiente.

Destacou-se, desde o início da Conferência de Estocolmo, à atenção de todos os órgãos públicos e privados a cerca do meio ambiente, dos impactos negativos, das ações exercidas no dia a dia tornando muitas vezes irrecuperáveis. Inclusive encontramos entre aqueles que se preocupam constantemente com a proteção ambiental, conforme bem assinalado no site brasilescola.uol.com.br em que podemos realçar que “atualmente existe uma grande preocupação em torno do meio ambiente e dos impactos negativos da ação do homem sobre ele. A destruição constante de habitat e a poluição de grandes áreas, por exemplo, são alguns dos pontos que exercem maior influência na sobrevivência de diversas espécies.

O crescimento nos dá muitos pontos que merecem ser revistos, tantos pelos governantes quanto pela população para que os impactos sejam diminuídos. Se nada for feito, o consumo exagerado dos recursos e a perda constante de biodiversidade poderão alterar consideravelmente o modo como vivemos atualmente, comprometendo inclusive nossa sobrevivência.

Dentre as principais causas que afetam o meio ambiente, podemos destacar o descarte inadequado de lixo, a falta de coleta seletiva e de projetos de reciclagem, consumo exagerado de recursos naturais, desmatamento, inserção de espécies exóticas, uso de combustíveis fósseis, desperdício de água e esgotamento do solo. Esses problemas e outros poderiam ser evitados se os governantes e a população se conscientizassem da importância do uso correto e moderado dos nossos recursos naturais.

Em razão da importância e da conscientização e da dimensão do impacto gerado pelo homem, o Dia Mundial do Meio Ambiente é uma data que merece bastante destaque no calendário mundial; entretanto, não basta apenas plantar uma árvore ou separar o lixo nesse dia, é necessário que sejam feitas campanhas de grande impacto que mostrem a necessidade de mudanças imediatas nos nossos hábitos diários. Naturalmente a data comemorativa vem servir também como suporte da divulgação de como é importante, não só para a natureza, mas como para o próprio homem, a manutenção das qualidades essenciais a tudo que afete o meio ambiente, visando prevenir as formas de degradação que possam levar a um impacto ambiental, muitas vezes irreparável.

Infelizmente, o que mais assistimos é o descaso das autoridades públicas, industriais em geral e todos àqueles que necessitam da terra para sua sobrevivência. Quanto a esse segmento, é fato que não podemos evitar certas atuações imprescindíveis à conservação das espécies, e desde que não se faça de forma excessiva o uso dos componentes naturais para os exercícios das funções exercidas pela coletividade dos indivíduos. O que almejamos na verdade é que esta data não seja apenas mais um dia no calendário, mas uma conservação e uma visão progressiva de como o homem tem sempre que estar voltado ao que o meio ambiente pode proporcionar desde que houver equilíbrio em sua utilização. Assim, como temos nos manifestados seguidamente, este é o norte de nossa defesa ambiental.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor