Advertisement

Dia das Mães deve injetar R$ 1,6 bi no varejo do Rio

Mais de 10 milhões devem presentear as mães no próximo domingo; perfumes e cosméticos lideram as preferências.

Rio de Janeiro / 06 Maio 2019 - 14:59

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Cerca de 10,2 milhões de consumidores fluminenses devem presentear no Dia das Mães, considerada a segunda data mais importante do comércio, depois do Natal. É o que aponta o levantamento do Instituto Fecomércio de Pesquisa e Análises (Ifec-RJ), que consultou 500 consumidores do Estado do Rio. O volume de compras no comércio deve movimentar R$ 1,6 bilhão na economia fluminense.

A pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro também indica que o gasto médio dos consumidores com presentes será de R$ 155,87. Entre as lembranças preferidas estão perfumes e cosméticos (51%), roupas (46,8%), calçados, bolsas e acessórios (37,8%), flores (27%), joias e bijuterias (24,8%), smartphone (12,5%) e livros e e-books (11,5%).

O estudo também apontou que 78,5% das pessoas farão compras em lojas físicas, enquanto, cerca de 21,5% dos consumidores vão realizar suas compras pelo meio virtual.

O levantamento também notou que o faturamento das vendas será 1,7% maior do que o mesmo período do ano passado. Já os pedidos aos fornecedores, foi reduzido em 6,7% em relação ao Dia das Mães de 2018. Para 70,6% dos empresários consultados, não há necessidade de ser contratar de funcionários para o Dia das Mães. Já 22,9% dos entrevistados assumiram ainda não ter feito nenhuma contratação e 6,5% confirmaram já ter contratado mão de obra temporária.

A sondagem ocorreu entre os dias 22 e 25 de abril e contou com a participação de 305 empresários do estado.

 

Comércio eletrônico - O comércio eletrônico espera faturar R$ 3,3 bilhões na data. A expectativa é da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), para quem esse montante é 16% superior ao movimentado na mesma data do ano passado. A previsão considera as vendas realizadas no período de 15 de abril até 11 de maio. Segundo o estudo, o número de pedidos realizados pela internet será de 9,81 milhões, com o tíquete médio de R$ 345.

As categorias mais procuradas para a data são as de moda, cosméticos, eletrodomésticos, flores, além de artigos de casa e decoração, indicando os setores que possuem maior possibilidade de aumentar o faturamento. Ainda segundo a ABComm, esse aumento se deve ao reaquecimento da economia, queda no câmbio e a retomada da confiança do consumidor.

De acordo com Mauricio Salvador, presidente da ABComm, seguindo as demais datas sazonais, que vem apresentando resultados positivos no ano, o Dia das Mães deve também seguir no mesmo caminho. "Sendo uma data de tradicional relevância, as lojas vão preparar ações, ofertas e condições melhores para os consumidores", afirma.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor