Dallagnol também terá de se explicar no Senado

Para o senador Ângelo Coronel (PSD-BA), autor do requerimento, os envolvidos parecem combinar entre si o andamento da Operação Lava Jato.

Conjuntura / 00:51 - 19 de jun de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) aprovou nesta terça-feira um requerimento de convite ao procurador federal Deltan Dallagnol para que preste esclarecimentos sobre trocas de mensagens com o então juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, nas investigações da Operação Lava Jato. A data da sessão ainda não foi marcada.

Na avaliação do senador Ângelo Coronel (PSD-BA), autor do requerimento, o teor da troca de mensagens indica desvirtuamento das funções do procurador e também que o então juiz Sergio Moro extrapolou funções e desrespeitou deveres da magistratura.

Para Coronel, os envolvidos, por razões pessoais ou desconhecidas, parecem combinar entre si o andamento da Operação Lava Jato, estratégias de abordagem de investigados e o melhor momento para o desencadeamento de fases.

De acordo com o senador, o teor da troca de mensagens indica desvirtuamento das funções do procurador. E indicam que Moro extrapolou funções e desrespeitou deveres da magistratura.

Está prevista para esta quarta-feira uma audiência com Sérgio Moro na Comissão.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor