Cunha perde no STF, que mantém rito do impeachment

Política / 23:01 - 16 de mar de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Por 9 votos a 2, o Supremo Tribunal Federal (STF) manteve nesta quarta-feira decisão da Corte que, em dezembro do ano passado, definiu as regras de tramitação do rito do processo de impea-chment da presidente Dilma Rousseff que tramita na Câmara dos Deputados. Com o resultado, fica mantida a decisão que invalidou a eleição da chapa avulsa, por meio de voto secreto, integrada por deputados de oposição ao governo, para formação da comissão especial da Câmara dos Deputados que conduzirá o processo. A Corte julgou recurso do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para modificar o julgamento sobre as regras de tramitação do impeachment. Na votação, os ministros Edson Fachin, Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Marco Aurélio, Celso de Mello e o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, acompanharam o relator, Luís Roberto Barroso. Dias Toffoli e Gilmar Mendes divergiram de Barroso.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor