Advertisement

Crivella e Witzel

Governador e prefeito do Rio de Janeiro começam ano de embates visando a 2020

Decisões Econômicas / 16 Novembro 2018

Wilson Witzel e Marcelo Crivella

O prefeito Marcelo Crivella vai enfrentar, a partir de janeiro de 2019, uma guerra sem quartel, mas com fronts definidos, tanto do lado do Governo Wilson Witzel, quanto do lado da Câmara Municipal do Rio. Primeiro porque, com poucos recursos e sem condições de dar uma resposta rápida às questões da saúde – médico, pessoal de apoio, terceirizações ineficientes – dificilmente atenderá às demandas do Legislativo carioca, da população e do próprio governador, que, sem interferir na gestão da cidade, vai exigir mais apreço aos eleitores.

Segundo, em razão da entrada em campo o ano pré-eleitoral, quando o bolsonarismo vai querer dar as cartas nas duas casas legislativas com sede na cidade, elegendo o sucessor de Crivella e, de quebra, a maioria do parlamento carioca. Acontece que, para fugir a isso, os vereadores atualmente no exercício pretendem protagonizar o mandato, cobrando do prefeito mais responsabilidade pública.

 

Armários

A Diretoria de Engenharia e Manutenção do Legislativo carioca solicitou a abertura de licitação para a aquisição de armários, com previsão de gasto de R$ 525 mil. A empresa vencedora foi a Office Soluções em Comércio de Móveis para Escritórios.

Rosa Fernandes

Cultura desprotegida

A vereadora Rosa Fernandes, presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização Financeira da Câmara Municipal do Rio, lamenta que o prefeito Marcelo Crivella tenha pouca consideração com a cultura e seus usuários, referindo-se à inexistência de recursos, no orçamento de 2019, para o Vale-Cultura.

 

Porto Maravilha

A Concessionária Viária, responsável pelas obras de urbanização e mobilidade no Porto Maravilha, abrangendo os bairros da Gamboa, Saúde e Santo Cristo, no Rio, paga R$ 1,926 milhão à Polícia Militar para fazer o policiamento e segurança da área. A PM também recebe dos empresários para colaborar com a segurança no Centro, bairros da Zona Sul e, em Niterói, recebe grana da Prefeitura e do governo estadual.

 

Ambulâncias

O comando da Polícia Militar fluminense abriu licitação pública para compras de ambulâncias, denominadas básicas, pelas quais pretende pagar R$ 3,888 milhões. Não informa, porém, quantas unidades serão adquiridas.

 

Investimentos em informática

A Polícia Civil, por sua vez, investe em informática e consultoria R$ 2,294 milhões. Destes, R$ 1,357 milhão cairão na conta da Investiplan Computadores e Sistema de Refrigeração.

 

Cães e gatos nos hospitais

O deputado estadual reeleito Milton Rangel aprovou na Alerj projeto que libera o acesso de cães e gatos nos hospitais públicos, privados e conveniados aos SUS, quando em visita de seus donos aos pacientes internados.