Crédito para famílias cresce acentuadamente; para empresas teve queda

Difícil situação financeira enfrentada por famílias e empresas inibe um pouco a oferta de crédito pelos bancos, considerando inadimplência.

Opinião do Analista / 16:29 - 25 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Nossa expectativa - O crédito para as famílias aumentou acentuadamente nos últimos 12 meses, enquanto o crédito para as empresas ainda mostra alguma queda. O crédito às empresas foi reduzido principalmente pela redução dos empréstimos do Bndes (-10,8%), impulsionada pela fraca demanda por investimentos produtivos em tempos de alta capacidade ociosa e incerteza dos empresários sobre o ritmo de crescimento econômico à frente.

Os empréstimos às famílias e empresas não seguiram o ritmo dos cortes nas taxas de juros. A difícil situação financeira enfrentada por famílias e empresas inibe um pouco a oferta de crédito pelos bancos, considerando os riscos de inadimplência.

Esperamos uma recuperação mais sólida do mercado de crédito a partir do próximo ano, em tempos de maior ritmo de crescimento econômico que incentivem a criação mais forte de empregos com carteira assinada. Nesse cenário, mais pessoas terão melhor acesso ao crédito e os bancos estarão mais propensos para emprestar para pessoas e empresas.

.

Mitsubishi UFJ Financial Group, Inc. (MUFG)

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor