Costurando

Fatos e Comentários / 18:02 - 24 de mai de 1999

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Apesar da tentativa de reaproximação do governo Federal - o deputado federal Aécio Neves, líder do PSDB, esteve ontem no Palácio da Liberdade - o governador de Minas, Itamar Franco, prossegue sua articulação com líderes da oposição. Hoje ele se encontra com o presidente de honra do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, e o deputado federal e presidente nacional do PT, José Dirceu. Eles almoçam no Hotel C"a D"oro, em São Paulo. Itamar vai ainda à convenção do PMDB de São Paulo para defender a tese de rompimento do partido com o Governo FH. Tortura Não bastasse estar desempregado, o trabalhador ainda tem que se sujeitar a humilhação na hora de receber o seu FGTS. Ontem, por exemplo, às 7 horas da manhã, já começava a se formar fila na porta da sede da CEF, na Avenida Almirante Barroso. Depois de três horas esperando a instituição abrir suas portas, um bancário desempregado, que não quis se identificar, reclamou que ficou mais 45 minutos em outra fila, que se formou no interior do banco para receber o seu dinheiro. Detalhe: com dezenas de pessoas aguardando, apenas três caixas estavam funcionando. No entanto, outras pessoas passaram por um drama maior. Motivo: quando chegavam na boca do caixa, eram informadas de que entraram na fila errada. A prêmio Não será surpresa para esta coluna se começarem a pipocar denúncias a Receita Federal. Muita gente incomodada está pedindo a cabeça do secretário Everardo Maciel. A conferir O novo presidente da BR-Distribuidora, Luiz Antonio Vieira, garantiu ontem, durante entrevista coletiva, que não assumiu o cargo para preparar a privatização da empresa. Evidentemente não se pode - nem se deve - desconfiar de alguém a priori. Entretanto, também não se pode esquecer que na área petrolífera as coisas mudam com certa rapidez. À época da "flexibilização" do monopólio estatal do petróleo presidente FH disse que a Petrobras não seria vendida à iniciativa particular. Pouco depois o genro David Zylberztajn tomou posse na Agência Nacional de Petróleo defendendo abertamente a privatização da Petrobras. Cardápio Ao entrevistar o deputado Aloisio Mercadante (PT-SP), em programa que vai ao ar hoje à noite, o jornalista Giba Um perguntou se o novo prato do dia em Brasília é "pizza à Cacciola". O deputado petista confirmou e acrescentou: "Tem essa pizza e mais uma, de outra Marka..." Apesar das pressões do governo, porém, o deputado petista tem esperanças em que o depoimento do secretário da Receita Federal, Everardo Maciel, dê novo fôlego à CPI dos Bancos, esvaziando as manobras governistas para abafar as investigações. Descentralizar Foi inaugurado ontem, no Rio, o Juizado Especial Criminal. O projeto é de iniciativa do secretário Sérgio Zveiter, em parceria com o coordenador dos Juizados Especiais, desembargador Thiago Ribas Filho, que pretende designar um juiz de plantão e um promotor de Justiça para atuarem nas soluções de causas pequenas e de pequeno potencial ofensivo e, com isso, descentralizar e agilizar o funcionamento da Justiça. Luxo A suíte do navio onde FH e esposa vão comemorar o Dia do Meio Ambiente está sendo decorada por um conhecido profissional que faz sucesso entre as emergentes da Barra da Tijuca. Quem afirma é o jornal Folha da Praia, que faz a ressalva: nada foi publicado no Diário Oficial. Pequenez O professor Gustavo Franco anda pregando que "austeridade fiscal é para a vida toda." Em linguagem menos hermética isso quer dizer "recessão é para vida toda". Ou seja, o professor defende que o Brasil deve se conformar em crescer aos medíocres índices que marcam a política econômica neoliberal nos anos 90. Garfo Ex-funcionários de um prestigiado jornal econômico que tentam sacar o dinheiro do FGTS têm o desprazer de constatar que os depósitos não são feitos há longo tempo. Isso depois de esses ex-empregados lerem no mesmo diário que os fundamentos da economia estão em franco processo de melhoria. Se a tunga não é causada pela crise, a explicação deve estar na antecipação da flexibilização trabalhista. Sem jatinho O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Celso de Mello, se apressou em esclarecer notícia publicada por um "jornalão" no sábado, que daria a entender que ele teria utilizado aeronaves da FAB. O STF garante que Mello nunca requisitou nem voou em aviões da Força Aérea e que utiliza linhas aéreas regulares tanto quando viaja em caráter oficial quanto particular. E, ao contrário do tucanato, Celso de Mello paga do próprio bolso suas viagens privadas.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor