Cortes na Previdência caem para R$ 800 bilhões

Relatório da reforma não deve incluir estados e municípios, diz Maia.

Política / 22:56 - 12 de jun de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Com a retirada dos “bodes da sala” – BPC e previdência rural – e mudanças na idade mínima de professores e nas regras de transição, parlamentares do Centrão estimam que os cortes nas aposentadorias somem entre R$ 800 bilhões e R$ 850 bilhões em dez anos.

Além de contrariado em relação ao valor, o governo também deve ver ficar fora do relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) a mudança de regime para capitalização. O relatório deve ser lido nesta quinta-feira, às 9h30, mas as pressões por mudanças não pararam.

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que as maiores polêmicas vão aparecer após a apresentação do texto de Moreira. Maia adiantou que o relatório não deve incluir os estados e municípios.

“Num primeiro momento, ainda não há um acordo firmado. Então o texto que virá amanhã (quinta), a princípio, é um texto sem os governadores, mas, na hora da votação, apresenta uma emenda reincluindo os governadores se for construído, até a votação no plenário, esse acordo”, afirmou Maia.

O presidente da Casa disse ainda que trabalha na construção de um acordo com os líderes para que a votação do parecer da proposta na comissão especial seja realizada no dia 25 de junho. Maia avalia que o plenário vote o relatório na primeira semana de julho.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor