Advertisement

Contradições do Siciliano

Decisões Econômicas / 17 Maio 2018

O vereador carioca Marcello Siciliano não é Don Corleone, mas é um cara misterioso. O Corleone de Marlon Brando era gordo, o de Al Pacino magro. O Siciliano era gordo, mas fez regime e emagreceu, se aproximando do Don de Al Pacino.

O vereador Marcello Siciliano se diz empresário, mas não revela seu ramo de negócio. Marcello Siciliano é chefe de seis “famílias”, todas na Zona Oeste do Rio, denominadas “Família Siciliano”, conforme ele revela em seu blog. O vereador carioca, suspeito da morte da colega Marielle Franco e do motorista Anderson, é um cidadão honrado, de bem, mas misterioso.

 

Fised: R$ 250 milhões

A Assembleia Legislativa, sob o comando do deputado estadual André Ceciliano, aprovou a unidade orçamentária 26660, do Fundo Estadual de Investimentos e Ações de Segurança Pública e Desenvolvimento Social (Fised), com o aporte inicial de R$ 250 milhões, conforme mensagem encaminhada pelo governador Luiz Fernando Pezão. Esses recursos financeiros iniciais serão destinados: R$ 37,5 milhões ao Programa e Projetos de Segurança Pública; R$ 112,5 milhões ao Programa e Projetos da Polícia Militar; R$ 37,5 milhões ao programa e projetos da Polícia Civil; R$ 62,5 milhões aos programas e projetos de Assistência Social.

 

Deputado Átila Nunes Filho

Tal pai, tal filho, único por sinal, o deputado estadual fluminense Átila Nunes Filho, não se sabe por qual razão, não incorporou o “Pereira” do pai, Átila Nunes Pereira, cuja mãe, Bambina Bucci, vereadora do Rio por três mandatos, consagrou-se nos terreiros umbandistas cariocas, inclusive no Palácio Pedro Ernesto, templo multicultural e religioso.

Além de advogado, jornalista e umbandista, Átila Nunes Filho profissionalizou-se na arte de conquistar eleitores, pois exerce o 11º mandato de deputado estadual e caminha para os 41 anos de exercício parlamentar, inicialmente influenciado pelos pais, de quem herdou o espírito do sincretismo religioso e cultural, mas agora montado nas ondas hertezianas do rádio, onde faz diariamente a defesa do consumidor, ao lado do filho, vereador carioca Átila A. Nunes.

 

Unidade Escolar

O secretário estadual de Educação, Wagner Victer, autorizou a disponibilização de R$ 14,507 milhões do orçamento da pasta para obras de reformação e manutenção do ginásio de esportes de uma escola na Cidade de Deus e da escola estadual Paulo de Frontin, na Tijuca. As licitações já foram abertas.

 

Ordem pública

O prefeito Rodrigo Neves, de Niterói, autorizou a compra de 60 bicicletas, ao custo total de R$ 52,230 mil, para serem utilizadas pelos agentes de segurança que participam do programa Segurança Presente, nos bairros nobres da cidade.

 

Assistência ambulatorial

Antes de se licenciar para concorrer a uma cadeira da Câmara dos Deputados, em Brasília, o ex-secretário estadual de Saúde Luiz Antônio de Sousa Teixeira Júnior autorizou a liberação de R$ 16,020 milhões para cobrir despesas ambulatorial e hospitalar nas unidades estaduais de saúde em municípios fluminenses.