Advertisement

Constituinte da Venezuela é assassinado

Internacional / 12 Janeiro 2018

Tomas Lucena, membro da Assembleia Nacional Constituinte (ANC) da Venezuela, foi assassinado na quarta-feira, informou Delcy Rodríguez, presidente do maior órgão legislativo.

A vítima foi membro do ANC que representava o estado noroeste de Trujillo.

"Condenamos o terrível assassinato do constituinte para Trujillo, Tomas Lucena. Expressamos nossas condolências a seus pais, esposa, filhos e amigos", disse Rodríguez no Twitter.

Rodríguez disse que o assassinato está sob investigação.

"Os responsáveis por este crime hediondo serão punidos", disse Rodríguez, acrescentando que "nada vai parar a assembleia constituinte e a defesa da Venezuela."

De acordo com a mídia local, o Ministério Público ainda não emitiu uma declaração sobre o assassinato, mas o governador de Trujillo, Henry Rangel Silva, disse que Lucena "foi interceptado por um homem em uma motocicleta", que disparou contra ele.

O polêmico órgão legislativo, constituído para redigir uma nova Constituição, tem sido criticado por partidos de direita do país, que alegam que a ANC usurpa o poder da Assembleia Nacional (Congresso), onde os conservadores possuem a maioria absoluta.

O partido socialista dominante propôs a criação da ANC como forma de superar o impasse político que atormentou a Venezuela desde que o presidente Nicolás Maduro foi eleito por uma ligeira vantagem sobre seu rival de direita.

 

Agência Xinhua