Comida e habitação pesam mais no bolso dos mais pobres

Gastos mensais das famílias brasileiras variam de R$ 1.493,67, na faixa de menor renda, a R$ 27.234,49 na outra ponta, 18 vezes mais. 

Conjuntura / 23:13 - 22 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

No cenário de desigualdades do país, famílias de menor rendimento têm proporcionalmente muito mais gastos com itens básicos, como alimentação e habitação, embora as mais ricas tenham despesa nominal maior.
Dados de 2018, os mais atualizados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) do IBGE, mostram que os gastos mensais das famílias brasileiras variam de R$ 1.493,67, na faixa de menor renda, a R$ 27.234,49 na outra ponta, 18 vezes mais. 
Apenas com alimentação, as famílias de maior renda gastam mais do que todo o dispêndio das famílias que ganham menos. Ainda no caso da alimentação, enquanto a família de menor renda tem gasto mensal de R$ 328,74, em média, a de maior renda desembolsa R$ 2.061,34 – 6,3 mais. Apesar disso, no primeiro caso as despesas representam 22% do orçamento total e no segundo, apenas 7,6%.
A diferença é ainda maior no caso da habitação, conforme os dados da POF. No recorte do IBGE, famílias de menor rendimento têm gasto mensal de R$ 584,79, o que corresponde a mais de 39% de seu orçamento total. Já as de maior renda gastam 10 vezes mais, R$ 6.150,59, mas esse valor representa 22,6% da conta mensal.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor