Comércio exterior da China sobe 3,4% em 2019

Eletroeletrônicos e máquinas responderam por 58,4% das exportações do país.

Internacional / 12:12 - 14 de jan de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O comércio exterior da China subiu 3,4% em 2019 para 31,54 trilhões de iuanes (cerca de US$ 4,6 trilhões), mostraram na terça-feira os dados aduaneiros.

As exportações cresceram 5% ano a ano, atingindo 17,23 trilhões de iuanes no ano passado, enquanto as importações aumentaram 1,6%, para 14,31 trilhões de iuanes, resultando em um superavit comercial de 2,92 trilhões de iuanes, 25,4% a mais ante o ano anterior, informou a Administração Geral das Alfândegas (AGA).

"Com base em nossas análises iniciais, a China provavelmente continuou sendo o maior país do mundo em termos de comércio em 2019", disse Zou Zhiwu, vice-chefe da AGA.

Segundo ele, o comércio exterior da China ao longo do ano passado registrou um crescimento estável e uma qualidade aprimorada, apesar dos crescentes desafios internos e externos.

Somente em dezembro, o comércio exterior do país saltou 12,7% em relação ao mesmo período de 2018, registrando um recorde mensal de 3,01 trilhões de iuanes, com as exportações subindo 9% e as importações aumentando 17,7%, representando para ambas novas altas mensais.

Para Huang Guohua, funcionário da AGA, o aumento em dezembro pode ser atribuído a fatores como a crescente demanda por importações provenientes da recuperação das atividades manufatureiras, a alta nos preços das principais mercadorias do mundo e uma maior confiança impulsionada pelo progresso resultante das consultas comerciais entre a China e os EUA.

Sobre o comércio exterior da China em 2019, Zou Zhiwu enfatizou algumas mudanças significativas.

O Sudeste Asiático se tornou o segundo maior parceiro comercial da China , com as trocas comerciais atingindo 4,43 trilhões de iuanes.

As empresas privadas ultrapassaram as empresas de investimento estrangeiro como o maior contribuidor para o comércio exterior da China pela primeira vez, registrando um volume comercial recorde de 13,48 trilhões de iuanes.

A estrutura de comércio do país continuou melhorando em 2019, com o comércio geral assumindo uma maior fatia. O comércio geral, ao crescer 5,6% ao ano, correspondeu a 59% do comércio total, 1,2 ponto percentual mais alto ante o ano anterior.

Os produtos elétricos, eletrônicos e as máquinas responderam por 58,4% das exportações do país, com 10,06 trilhões de iuanes em volume comercial, computando uma alta de 4,4% em termos anuais.

Os dados de terça-feira também mostraram que em 2019, as importações de carne da China registraram o crescimento mais acelerado em comparação com outras commodities principais, incluindo o minério de ferro, a soja, o petróleo bruto e o gás natural.

 

Agência Xinhua

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor