Advertisement

Com reforma, idade média de aposentadoria seria 71 anos

Economista aponta inconsistência nos dados apresentados pelo governo.

Conjuntura / 00:01 - 04 de Jul de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Se a reforma da Previdência estivesse em vigor, a idade média de aposentadoria seria de 71,4 anos para homens e de 71 anos para mulheres. O cálculo foi feito pela economista e professora da UFRJ Denise Lobato Gentil. Se as mudanças forem aprovadas pelo Congresso Nacional, a aposentadoria neste país vai virar uma miragem, salientou.

A professora apresentou nota técnica sobre as inconsistências do modelo de projeção atuarial do Governo Bolsonaro e dos impactos sociais da Proposta de Emenda Constitucional 6 (PEC 6) durante ato de instalação da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Reforma Tributária Solidária, realizado nesta quarta-feira, durante audiência pública na Câmara dos Deputados.

O presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae), Jair Pedro Ferreira, conclamou o Congresso Nacional a fomentar um debate amplo, plural e democrático para corrigir as anomalias do sistema tributário brasileiro. Para ele, “o caráter regressivo do sistema de Imposto de Renda é uma das razões da vergonhosa distribuição de renda no Brasil”.

“Um dos maiores desafios”, destacou o senador Paulo Paim (PT-RS), “é viabilizar a tributação mais da renda e menos do consumo, diferentemente do que ocorre hoje no distorcido sistema tributário brasileiro. É por isso que defendemos uma reforma tributária justa e solidária, pois essa é a maior e mais importante de todas as propostas de reformas para o Brasil”.

“Com a reforma de caráter tributário, que diminui os impostos sobre o consumo, sobrará mais dinheiro para as famílias, sobretudo a das parcelas mais pobres, além de movimentar a economia do país”, afirmou o parlamentar.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor