Advertisement

CNI leva empresários brasileiros para a China

Programação inclui visitas em Beijing, Xangai e Hangzhou

Negócios Internacionais / 25 Fevereiro 2019 - 17:26

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Três das cidades que mais respiram inovação no mundo estão no cronograma da imersão que a Confederação Nacional da Indústria (CNI) realizará entre os dias 22 e 26 de abril na China. O roteiro da missão, organizada em parceria com o Ministério das Relações Exteriores, Apex-Brasil e StartSe, inclui visitas a empresas, startups e universidades em Beijing, Xangai e Hangzhou. Empresários, acadêmicos e integrantes do governo interessados em participar da 15ª edição do Programa de Imersões em Ecossistemas de Inovação já podem se inscrever no site da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) – grupo coordenado pela CNI que reúne 300 das maiores empresas que atuam no país.

A delegação será formada por até 30 pessoas, que terão contato com players do mercado chinês e poderão negociar possíveis projetos de cooperação e transferência de tecnologia. “A China é o ecossistema de inovação que mais cresce no mundo. Essa imersão será diferenciada. Todos terão oportunidade de vivenciar o que há de mais moderno na agenda de inovação e visitarão os locais onde mais recursos vêm sendo investidos no setor”, afirma a diretora de Inovação da CNI, Gianna Sagazio.

A programação começará pela capital chinesa, onde os participantes assistirão a seminário sobre o ecossistema de inovação da China. Na sequência, há uma série de visitas previstas, sendo as primeiras aos ministérios de Ciência e Tecnologia (Most) e da Indústria e Tecnologia da Informação (Miit). No segundo dia em Beijing, o grupo visitará a Didi, espécie de Uber da China, que se tornou a maior empresa de transporte privado do mundo e comprou a 99 no Brasil.

A imersão também passará por Xangai, capital financeira e sede da maior bolsa de valores da China. A cidade é considerada uma das mais propensas a tornar-se o próximo grande polo de tecnologia mundial, podendo superar Nova York e Tóquio, segundo estudo da KPMG. A programação de visitas inclui uma ida ao SOSV, que atua com capital de risco e gestão de investimentos, ofertando programas em aceleradoras na Ásia, Europa e Estados Unidos.

Em Xangai, o grupo passará pela Dahua Tech – uma das grandes empresas do ramo de segurança que oferece soluções com inteligência artificial – e pela Huaxia Finance, fintech que atua no segmento de crédito pessoal. A programação inclui um happy hour com players locais em uma espécie de “smart café” onde comidas e bebidas são preparadas por robôs e, ainda, uma visita ao Zhangjiang High Tech Park, que abriga mais de 3.500 empresas e mais de 100 centros de P&D, com foco em áreas como tecnologia da informação e ciências da vida.

A programação inclui, ainda, um dia inteiro em Hangzhou, capital e cidade mais populosa da província de Zhejiang, na China Oriental. A cidade, apontada como líder mundial em comércio eletrônico e sede de um terço dos websites de e-commerce chineses, sedia a Alibaba, maior plataforma de negócios online do mundo, também incluída no roteiro de visitas técnicas.

 

Abimapi realiza Missão Empresarial EUA

Entre os próximos dias 4 e 9 a Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi) realizará a Missão Empresarial EUA, com foco em promover os alimentos “free from”. Serão 14 empresas presentes, sendo oito associados Abimapi e participantes do projeto setorial Brazilian Biscuits, Pasta and Industrialized Breads & Cakes, realizado em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A iniciativa recebe o apoio do Consulado Geral do Brasil em Los Angeles.

O conceito “free from” remete aos alimentos desenvolvidos para indivíduos que possuem alguma restrição alimentar, seja por questões de saúde, como celíacos ou pessoas com intolerância a lactose, por exemplo, ou que por opção própria resolveram adotar este tipo de dieta. Esta é uma tendência que vem crescendo no Brasil, mas nos Estados Unidos o segmento já é 6,4 vezes maior do que em nosso país. Só em 2018 o nicho gerou cerca de US$ 109, 7 bilhões, 25% do total mundial em valor.

Na oportunidade serão apresentadas linhas de biscoitos, massas, bolos, pães de queijo, granola, salgadinhos, torradas, tapioca, misturas, doces, entre outros produtos, integrais, sem adição de açúcar, gordura trans, glúten, lactose, OGM, bem como as versões orgânicas e veganas. Além disso, o grupo de fabricantes irá a pontos de venda estratégicos para produtos naturais e/ou com apelo de saudabilidade, participarão de seminário de inovação e empreendedorismo, além da participação da rodada de negócios focada em compradores de alimentos “free from” e da visita agendada para a Natural Products Expo West, maior feira do mundo do segmento, que acontece em Anaheim, Califórnia, principal região de desenvolvimento da categoria de produtos dessa natureza nos EUA.

Site: www.abimapi.com.br

 

Empresas de utilidades domésticas em Chicago

O programa Think Plastic Brazil, criado pelo Instituto Nacional do Plástico (INP) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), leva uma ampla diversidade de produtos para casa de 34 fabricantes nacionais à International Home & Housewares 2019, que acontece de 2 a 5 de março em Chicago (EUA). Os produtos, expostos no estande N7963, apresentam uma ampla gama de finalidades (desde produtos para limpeza até armazenamento, cozinha e licenciados), bem como uma relação próxima com o design, sustentabilidade e inovação.

Entre os destaques do evento nos dois estandes que compõem a ilha do Think Plastic Brazil estão as companhias Alfamec; AND; Arthi; Indústria Bandeirante; Bettanin; Condor; Crippa; Dello; Future; Invicta; Jaguar; Koisas De Kozinha; Lolly Baby; Metaltru; Mta; Neoform; Plasnew; Plásticos Rainha; Plásticos Santana; Plasútil; Plasvale; Porto Brasil; Sanremo; São Bernardo; Schwanke; Termolar; Vasart; Vemplast e Viqua.

Na programação paralela do evento, promovido pelo projeto de exportação, duas agendas se destacam: a primeira é o já reconhecido Retail Tour, uma visita guiada pelo varejo local americano buscando tendências, novidades em market placement e além de análise de consumo e outros indicativos importantes para investimentos em inovação nos pontos de venda e nos negócios internacionais. Esta atividade é uma das inovações do projeto Think Plastic Brazil, atraindo empresários de todas as companhias participantes do evento.

Contato com o colunista: pietrobelliantonio0@gmail.com

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor