Chineses ricos estão mais otimistas

Internacional / 11:33 - 8 de abr de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O Índice de Clima de Riqueza da China divulgado pelo Banco de Comunicações (Bocom) saltou de 119 em janeiro para 126 em março, conforme a economia mostra sinais de melhora. O índice, publicado a cada dois meses, atingiu o nível mais baixo em cinco anos em setembro de 2015, antes de subir para 122 em novembro e cair novamente. O relatório solicita opiniões de chineses ricos sobre a economia, receitas e investimentos. O Bocom atribuiu o último pequeno aumento ao efeito positivo das políticas pró-crescimento adotadas pelo governo. A economia chinesa tem mostrado sinais de estabilização, segundo o relatório, apontando a recuperação da demanda no setor de imóveis, o consumo robusto e a forte atividade manufatureira. A leitura acima de 100 indica melhora na riqueza, enquanto abaixo de 100 representa deterioração. Os três principais subíndices cresceram acentuadamente, com a disposição para investimento crescendo 8 pontos percentuais, para 119. O indicador de clima econômico e o crescimento da receita cresceram 7 pontos percentuais, para 115 e 139, respectivamente. O relatório pesquisou cerca de 1.850 famílias com receita anual depois dos impostos de 100 mil iuanes (cerca de US$ 15.750) em cinco metrópoles, incluindo Pequim e Xangai, e 80 mil iuanes em outras 21 grandes cidades. A economia chinesa cresceu no ritmo mais lento dos últimos 25 anos em 2015, mas alguns indicadores melhoraram desde o começo desse ano. O investimento em imóveis acelerou nos primeiros dois meses, enquanto um índice oficial da atividade manufatureira cresceu em março para seu nível mais alto desde agosto do ano passado. O país tem adotado uma grande quantidade de políticas fiscais e monetárias para apoiar o crescimento, cortando taxas de juros e impostos para empresas. As famílias pesquisadas estão mais otimistas sobre a situação econômica em geral, segundo o relatório. O aquecimento das vendas domésticas e a recuperação do mercado de ações melhorou as condições financeiras das famílias abastadas e aumentou sua intenção de investimento em ações, fundos e mercado imobiliário. Agência Xinhua

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor