Chinesa Xiamen Airlines planeja alugar aviões Airbus

É a primeira companhia aérea privada da República Popular da China.

Mercado Financeiro / 23:02 - 17 de jan de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Para fazer frente à capacidade insuficiente causada pela suspensão do Boeing 737 MAX, a Xiamen Airlines planeja arrendar dez unidades do A321neo da Airbus. O valor líquido dos arrendadores potenciais não deve ser inferior a US$ 50 milhões, informou a agência Xinhua.

A Xiamen - que é a primeira companhia aérea privada da República Popular da China, fundada em 1984 - está atualmente convidando companhias de leasing para consultas e listou requisitos básicos para os arrendadores qualificados, incluindo a proposta e um relatório financeiro auditado para o ano mais recente, informou o site oficial.

A Xiamen Airlines está operando uma frota dos 167 aviões Boeing. De acordo com um plano anterior, a companhia planejava introduzir 30 Boeing 737 MAX8s e 10 Boeing 737 MAX10s.

Em 2019, a Xiamen Airlines introduziu uma aeronave Boeing. Todavia, ela suspendeu dez Boeing 737 MAXs a partir de março de 2019, após o acidente na Etiópia.

Representantes da Xiamen Airlines foram convidados a visitar a Airbus em outubro, mas nenhum pedido foi feito durante a visita, disse uma fonte da Xiamen Airlines. A transportadora, fundada em 1984 e sediada em Xiamen, uma cidade costeira na Província de Fujian, sudeste da China. A empresa opera uma rede de quase 400 rotas aéreas domésticas e internacionais.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor