China registra aumento nas vendas de carros usados

Mais de 1,2 milhão de carros usados foram vendidos no país no mês passado, com o valor total atingindo US$ 10,8 bilhões.

Internacional / 13:21 - 20 de mai de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

As vendas de carros usados da China subiram 4,3% em termos anuais no mês de abril, informou a Associação Chinesa de Vendedores de Automóveis (ACVA).

O crescimento das vendas manteve-se estável durante o quadrimestre, ante a taxa de 3,42% em março e a de 1,68% em fevereiro, de acordo com os dados citados no relatório de análise de mercado da associação.

Mais de 1,2 milhão de carros usados foram vendidos na China no mês passado, com o valor total atingindo 74,5 bilhões de iuanes (US$ 10,8 bilhões).

As vendas de vários tipos de veículos usados caíram ligeiramente em abril em termos mensais, mas ainda registraram aumentos em termos anuais, segundo a ACVA.

Cerca de 690 mil carros de passageiros básicos foram vendidos no mês passado, com uma diminuição mensal de 3,31%, mas um aumento de 1,93% ante o ano passado, enquanto as vendas de SUVs registraram uma queda mensal de 3,5% mas um crescimento anual de 5,78%.

A ACVA atribuiu a ligeira contração no mercado de carros usados em abril às exposições de automóveis de carros novos ao longo do país e à recuperação do mercado de automóveis usados em março.

Ainda no início de abril, a China inaugurou exportações de automóveis usados, em Pequim, Tianjin, Xangai e Cantão, entre o primeiro grupo das 10 regiões, autorizadas a realizar tal comércio, de acordo com um comunicado do Ministério do Comércio.

 

Índice de alerta de estoque de veículos sobe em abril no país

O Índice de Alerta de Estoque de Veículos da China, que reflete a pressão de estoque das concessionárias de automóveis, subiu 5,7 pontos percentuais em termos mensais em abril, mostraram os dados recentemente publicados.

O índice ficou em 61% no mês passado, um aumento de 6,47 pontos percentuais em relação ao ano passado, de acordo com a Associação de Concessionárias de Automóveis da China.

Uma leitura mais alta indica uma demanda de mercado mais fraca, maior pressão de estoque e maiores riscos. O índice ficou acima de 50% desde o início do ano passado, relatou a associação em um comunicado. O subíndice para a demanda de mercado caiu de 50,7% em março para 31,9% em abril, enquanto o para as vendas médias diárias caiu de 56,3% para 36,9%.

As vendas de automóveis da China caíram 2,76% ano a ano no ano passado e 12,12% no primeiro quadrimestre, segundo a associação.

 

Com informações da Agência Xinhua

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor