China comenta protesto japonês contra base militar

Internacional / 05:04 - 21 de jun de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A China pediu na segunda-feira aos EUA que façam mais pela paz e estabilidade regional depois de uma manifestação em Okinawa exigindo a remoção de uma base militar americana na ilha. Cerca de 65 mil pessoas se reuniram em um parque em Okinawa no domingo para protestar contra a presença militar americana após o estupro e assassinato de uma moça de 20 anos na região em abril. Alguns exigiram que as bases americanas, incluindo Futenma, sejam retiradas de Okinawa. - A base Futenma é um problema entre o Japão e os EUA. A China sempre defendeu que a aliança entre Japão e EUA, como um acordo bilateral, não deve exceder a esfera bilateral ou se dirigir contra terceira parte. Vale a pena pensar sobre como a presença americana serve a interesses de países e povo da região - disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, em coletiva de imprensa. Bases militares têm sido parte da aliança de segurança entre os dois países por décadas. Okinawa hospeda quase 75% das bases americanas no Japão, mesmo assim a ilha subtropical responde por menos de 1% da massa terrestre total do país. O sentimento antiamericano está em alta após o episódio de estupro e assassinato. Agência Xinhua

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor