Cedae só trata água alterada na semana que vem

Segundo a companhia, o produto e o equipamento para sua aplicação foram comprados na sexta-feira.

Rio de Janeiro / 23:49 - 13 de jan de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) informou nesta segunda-feira que o carvão ativado pulverizado – que será aplicado no início do tratamento da água distribuída pelo Reservatório do Guandu a grande parte da população do Rio de Janeiro – passará a ser empregado a partir da próxima semana.

Segundo a companhia, o produto e o equipamento para sua aplicação foram comprados na sexta-feira. “O carvão chegará até esta quarta-feira, e o prazo de entrega do equipamento que fará a aplicação é até este fim de semana”, diz, em nota, a Cedae. De acordo com a companhia, o equipamento será montado imediatamente e passará a ser utilizado no início da próxima semana.

Na quinta-feira passada, a Cedae informou que vai adotar em caráter permanente a aplicação de carvão ativado. A medida será adotada pela companhia de distribuição de água para reter a substância geosmina, que tem causado cheiro forte turbidez na água distribuída. A iniciativa da Cedae veio depois que consumidores de vários bairros da capital e da Baixada Fluminense reclamaram da cor turva e do cheiro forte da água servida à população.

A má qualidade da água provocou uma corrida aos depósitos e supermercados em busca de água mineral, que sumiu das prateleiras e já é produto raro no Rio.
 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor