Café tem volume reduzido de 17,4% em 2019 em comparação com 2018

Produção estimada de arábica é de 36,98 milhões de sacas e conilon de 13,94 milhões de sacas de 60kg.

Conjuntura / 16:20 - 21 de mai de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A produção total dos cafés do Brasil para esta safra de 2019 foi estimada em 50,92 milhões de sacas de 60kg, das quais 36,98 milhões são de café arábica e 13,94 milhões de café conilon. Tal estimativa implica redução de 17,4% da safra de 2019 em comparação com a de 2018, que foi de 61,66 milhões de sacas. Desse volume físico, 47,48 milhões de sacas foram de café arábica e 14,17 milhões de café conilon. Assim, verifica-se que, num comparativo da safra de 2019 com a de 2018, a produção de arábica teve redução de 22,1% e conilon de 1,7%.

Se for estabelecido um ranking dos maiores decréscimos em termos percentuais dos volumes físicos das referidas safras, constata-se que o estado da Bahia desponta-se em primeiro lugar com 33,3% de redução, pois a sua produção em 2018 foi de 4,55 milhões de sacas e a de 2019 foi estimada em 3,04 milhões de sacas. Em segundo, São Paulo com 26,3% de redução, cuja produção foi de 6,30 milhões de sacas em 2018, e, em 2019, está estimada em 4,64 milhões de sacas. Na sequência, Minas Gerais, em terceiro, com 20,7% de redução, pois sua safra de 2018 foi de 33,36 milhões de sacas e a de 2019 deverá ser de 26,44 milhões de sacas.

Em quarto lugar, o Espírito Santo, que deverá ter um decréscimo na sua produção de 7% (13,74 milhões de sacas em 2018 e 12,78 milhões de sacas em 2019). Por fim, o Rio de Janeiro, que teve em 2018 uma produção de 346 mil sacas e, considerando que em 2019 será de 328 mil sacas, a sua redução será de 5,2%.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor