Cabral é condenado a mais 33 anos de prisão

Esta é a 12ª condenação do ex-governador na Lava Jato. Somadas, as penas chegam a 267 anos.

Rio de Janeiro / 23:24 - 10 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Justiça Federal condenou o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral a mais 33 anos de prisão por crimes investigados pela Operação Lava Jato. Cabral foi condenado pelos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, totalizando US$ 85,383 milhões. A sentença, assinada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, foi publicada na quarta-feira.
Na sentença, que também condena Wilson Carlos da Silva Carvalho e Sérgio Castro de Oliveira, ambos auxiliares e operadores financeiros de Cabral, o juiz Bretas assinala que, com a ajuda de doleiros, eles “constituíram, financiaram e integraram uma organização criminosa que tinha por finalidade a prática de crimes de corrupção ativa e passiva, fraude às licitações e cartel em detrimento do estado do Rio de Janeiro, bem como a lavagem dos recursos financeiros auferidos desses crimes”.
Esta é a 12ª condenação dele na Lava Jato. Somadas, as penas chegam a 267 anos.
 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor