Advertisement

BTG não comunicou à CVM captação com criptomoeda

Banco pretende captar US$ 12 milhões com lançamento.

Acredite se puder / 25 Fevereiro 2019 - 17:18

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O banco de investimentos BTG Pactual parece que enfrentará problemas com a Comissão de Valores Mobiliários, pois não procedeu corretamente no comunicado que está fazendo para o lançamento de um token chamado ReitBZ (RBZ) para investimento em ativos imobiliários. O interessante é que, no dia 13 de fevereiro, anunciou a emissão de US$ 600 milhões em subordinated notes, mas no dia 21 do mesmo mês, só comunicou, a uma agência de notícias e a sites especializados na movimentação de criptomoedas, que pretende captar US$ 12 milhões nesse segmento. O BTG criará o primeiro token brasileiro com lastro podre, pois serão garantidos por ativos imobiliários que enfrentam dificuldades. No Brasil, usará a Enforce de gestão de ativos de risco administrada pelo próprio banco e os investidores poderão comprar o token através de uma plataforma digital usando o Gemini Dollar, stablecoin fundada pelos Cameron e pelos gemeos Winklevos.

 

Vários bancos já lançaram token

O BTG criou a impressão de ser o primeiro banco do mundo a estar fazendo a primeira oferta. Isso não é verdade, pois a primeira foi feita pelo Union Bank AG, com sede em Liechtenstein, que no ano passado lançou o UBPC, uma stablecoin, ou seja, uma moeda estável baseada no franco suíço. O segundo foi o JPMorgan, que também com a estável JPCoin, lastreada em dólares, permite a rápida troca de ativos entre os seus clientes. O BTG talvez seja o primeiro banco da América Latina a entrar nesse segmento.

 

Quais danos à imagem do ‘mago de Omaha’?

Aos 88 anos de idade, parece que Warren Buffett começou a sentir que começou a falhar o seu radar para bons investimentos. Agora admite que pagou muito caro para concretizar a fusão da Kraft com a Heinz. E apesar de ainda manter a opinião de que se trata de um bom negócio, reconhece que estava errado em algumas coisas sobre a empresa, aparentemente fazendo uma crítica velada aos brasileiros administradores da 3G Capital.

Realmente, Buffett falhou ao não admitir a possibilidade de problemas com a Securities and Exchange Commission e também com o write down de US$ 15,4 bilhões. Ninguém sabe quais os danos para a imagem do “mago de Omaha”. Por enquanto, todos sabem que a Berkshire sofreu redução de US$ 4 bilhões no valor de mercado e acumula uma dívida em torno de US$ 31 bilhões por causa dessa operação. A Berkshire, no entanto, tem US$ 112 bilhões em caixa.

 

Mais um problema para a Isabel

Isabel dos Santos, filha do ex-ditador de Angola, agora enfrenta problemas na sua produtora de cimento, a Nova Cimangola, cujo presidente do conselho de administração é o seu marido, Sindika Dokolo. Por enquanto a empresária classifica como “falsa” a notícia do site angolano Club K, segundo a qual o Estado se prepara para confiscar a cimenteira.

 

Trump derruba preço do petróleo

O preço do petróleo está “muito alto”, foi o recado de Trump para a Opep, através do Twitter. Depois de afirmar que o mundo não pode lidar com novos aumentos, pediu que os produtores relaxem e tenham calma. Isso provocou uma queda de 3,5% na cotação do barril do Brent.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor