BCs de países de língua portuguesa debatem gestão do capital humano

Também discutir os desafios da transformação digital.

Mercado Financeiro / 22:43 - 11 de set de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Os Bancos Centrais dos Países de Língua Portuguesa (BCPLP) discutem desde esta quarta-feira (11) questões relacionadas a gestão do capital humano na província de Malange, norte de Angola. O evento, organizado pelo banco central de Angola (BNA), termina nesta quinta-feira. A reunião acontece com o propósito de discutir gestão estratégica do capital humano e os desafios da transformação digital.

O evento também é uma forma de fortalecer os laços de cooperação entre os profissionais dos reguladores bancários dos países de língua portuguesa com ênfase em transformação digital no setor bancário. Os gerentes de recursos humanos dos bancos centrais buscarão refletir os desafios de gestão, definição, suficiência e avaliação de profissionais do banco central no contexto de transformação digital.

Esta é a 17ª reunião dos gerentes de recursos humanos dos bancos centrais dos países lusófonos, que são Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, Timor-Leste e São Tomé e Príncipe.

No portal dos Bancos Centrais de Países de Língua Portuguesa (http://www.bcplp.org/encontros/recursos-humanos/xvii-encontro-de-recursos-humanos) é possível acompanhar os eventos promovidos e é um meio de divulgação das atividades desenvolvidas em parceria ou de interesse mútuo entre os participantes. Como enquadramento, disponibiliza também um pequeno conjunto de indicadores econômicos comparáveis para os oito países.

Os Bancos Centrais dos Países de Língua Portuguesa (BCPLP) discutem desde esta quarta-feira (11) questões relacionadas a gestão do capital humano na província de Malange, norte de Angola. O evento, organizado pelo banco central de Angola (BNA), termina nesta quinta-feira. A reunião acontece com o propósito de discutir gestão estratégica do capital humano e os desafios da transformação digital.

O evento também é uma forma de fortalecer os laços de cooperação entre os profissionais dos reguladores bancários dos países de língua portuguesa com ênfase em transformação digital no setor bancário. Os gerentes de recursos humanos dos bancos centrais buscarão refletir os desafios de gestão, definição, suficiência e avaliação de profissionais do banco central no contexto de transformação digital.

Esta é a 17ª reunião dos gerentes de recursos humanos dos bancos centrais dos países lusófonos, que são Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, Timor-Leste e São Tomé e Príncipe.

No portal dos Bancos Centrais de Países de Língua Portuguesa (http://www.bcplp.org/encontros/recursos-humanos/xvii-encontro-de-recursos-humanos) é possível acompanhar os eventos promovidos e é um meio de divulgação das atividades desenvolvidas em parceria ou de interesse mútuo entre os participantes. Como enquadramento, disponibiliza também um pequeno conjunto de indicadores econômicos comparáveis para os oito países.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor