BC chinês suspende recompras reversas pelo quinto dia

US$ 2,83 bilhões em acordos de recompra reversa venceram no mesmo dia.

Mercado Financeiro / 12:29 - 10 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O Banco Popular da China (PBoC, o Banco Central do país) suspendeu as operações de recompras reversas (reverse repos) pelo quinto dia consecutivo nesta quinta-feira, citando liquidez abundante no mercado.

A instituição não conduziu nenhuma operação de recompra reversa, um processo de injeção de liquidez em que o banco central compra valores dos bancos comerciais por licitação, com um acordo para vendê-los de volta no futuro.

Em paralelo, 20 bilhões de iuanes (US$ 2,83 bilhões) em acordos de recompra reversa venceram no mesmo dia, resultando em uma retirada de liquidez líquida de 20 bilhões de iuanes, segundo o fornecedor de serviço de informação financeira Wind Info.

A China prometeu manter, em 2019, sua política monetária prudente "nem muito rigorosa nem muito frouxa" e uma liquidez no mercado em um nível razoavelmente amplo.

 

Agência Xinhua

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor