Advertisement

BC chinês injeta fundos no mercado via TMLF

Fundos têm um vencimento máximo de três anos e uma taxa de juros anual de 3,15%, 15 pontos-base abaixo da vigente MLF.

Mercado Financeiro / 23 Janeiro 2019 - 10:48

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O Banco Popular da China (PBoC, o Banco Central do país) injetou nesta quarta-feira 257,5 bilhões de iuanes (US$ 37,8 bilhões) de fundos no mercado via linha de crédito direcionada de médio prazo (TMLF, em inglês) para manter a liquidez.

Os fundos têm um vencimento máximo de três anos e uma taxa de juros anual de 3,15%, 15 pontos-base abaixo da vigente linha de crédito de médio prazo (MLF, em inglês), informou a instituição.

A TMLF foi introduzida em dezembro de 2018 para encorajar os empréstimos a empresas pequenas e privadas.

Segundo o PBoC, os grandes bancos comerciais, bancos de capital coletivo e bancos comerciais de importantes cidades que emprestam em peso à economia real e atendem às exigências macroprudentes podem candidatar-se à TMLF.

Durante a semana passada, o Banco Central chinês fez uma injeção líquida combinada de 1,16 trilhão de iuanes por meio de operações de mercado aberto, a maior quantia semanal em dois anos.

A China cortará a taxa de depósito compulsório para os depósitos em renminbi, a moeda chinesa, em outro 0,5 ponto percentual em 25 de janeiro, seguindo uma redução de 0,5 ponto percentual em 15 de janeiro, o que deverá compensar as flutuações de liquidez antes da Festa da Primavera, de acordo com um anúncio anterior do Banco Central.

 

Agência Xinhua

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor