Advertisement

Avanços contrariam percepção negativa

A crise atual, embora traga desalento e tenha efeitos conjunturais negativos, não altera o fato de que novos patamares foram alcançados...

Fatos & Comentários / 17 Setembro 2018

A crise atual, embora traga desalento e tenha efeitos conjunturais negativos, não altera o fato de que novos patamares foram alcançados pelas classes CDE, mudanças positivas pouco conhecidas de grande parcela da população. É o que mostra o livro O Brasil mudou mais do que você pensa: um novo olhar sobre as transformações das classes CDE, publicado pela Editora FGV e organizado por Lauro Gonzalez, Mauricio de Almeida Prado e Mariel Deak.

Pesquisadores do Centro de Estudos em Microfinanças e Inclusão Financeira (GVcemif) da FGV e do Instituto Plano CDE, eles analisaram o período entre 1995 e 2015, tanto por meio de entrevistas in loco quanto de análises de dados quantitativos, e constataram transformações e mudança de comportamento na vida das famílias dessas classes. Esses avanços contrariam a percepção negativa da sociedade, acentuada em momentos de crise.

O livro não trata disso, mas dá uma ideia de como funciona o massacre midiático para tentar desmontar algumas políticas sociais bem-sucedidas. Apesar de longe de levar a um avanço de classe, algumas mudanças foram importantes para os atingidos – e, para os que desde o Brasil colônia gozavam de benesses, uma ameaça.

De acordo com os organizadores, “as histórias dos efeitos das mudanças descritas na vida da população CDE reforçam a certeza de que é hora de um olhar de longo prazo sobre as transformações pelas quais o Brasil passou e continua passando”. O livro será lançado dia 25, às 18h30, na Livraria da Vila, em São Paulo.

 

Autoritarismo

Durante a entrevista de 28 minutos ao Jornal Nacional, sexta passada, o candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, foi interrompido 62 vezes. Mais de uma vez a cada 30 segundos. Alckmin foi o que teve mais liberdade para falar no JN: apenas 17 interrupções. Marina foi cortada 20 vezes, Ciro, 34, e Bolsonaro 36.

 

A volta dos que não foram

Com a candidatura de Geraldo Alckmin sendo deixada de lado pelo mercado financeiro, a mídia dá destaque a um movimento do Centrão em direção a Bolsonaro. O objetivo é claro: dar gás à candidatura do ex-capitão. Ou não: os partidos mal entraram na campanha do tucano, que apenas se beneficiou do tempo na TV, neutralizado em parte pela intensa cobertura da mídia à facada no ex-capitão. Além disso, com apoios de todo tipo de processado pela justiça, onde Bolsonaro colocará o discurso contra a corrupção?

 

Na bala

Nunca a polícia matou tanto no Rio de Janeiro como nestes sete meses de intervenção.

Alguém por acaso viu a segurança melhorar?

 

Avanço

Uma das causas do insucesso de público do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) carioca era a falta de integração tarifária com outros meios de transporte. Desde a segunda-feira passada, o bondinho passou a fazer parte do Bilhete Único Carioca, como esta coluna defendia.

Os passageiros poderão embarcar em um ônibus, uma barca ou um trem, e no VLT na sequência, pagando a tarifa máxima de R$ 8,55. É uma vantagem sobre o metrô que, inaugurado em 1979, não oferece integração.

Porém, continua o problema da sobreposição de linhas. O bondinho circula, em boa parte do trajeto, acima da linha do metrô.

 

Cartão vermelho

O Governo Temer acaba de liquidar um dos últimos resquícios de igualdade existentes no Brasil. O cartão de vacinação de cada criança, que as unidades de saúde pública entregavam tanto a famílias ricas quanto a pobres, agora é pago. Raras são as unidades que recebem o documento. Os que precisam devem acessar pela Internet e desembolsar R$ 50. Ambulantes vendem nas portas de clínicas da família, postos de saúde, UPAs e hospitais por R$ 25.

 

Rápidas

O candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) debate com a Associação dos Engenheiros da Petrobrás (Aepet) e com o Clube de Engenharia na próxima segunda-feira (24). O evento, com vagas limitadas, será público, na sede do Clube (Av. Rio Branco, 124, 25º andar, RJ) *** A Mediação no Direito Imobiliário será o tema de palestras que o Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) fará nesta quinta-feira, das 10h às 13h, no Centro do Rio. Inscrições em www.iabnacional.org.br/eventos *** O Dia Mundial de Combate à Doença de Alzheimer é 21 de setembro. Na véspera, às 18h30, o neurologista André Lima realizará uma palestra sobre a doença na Clínica Neurovida. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelos telefones: (21) 3738-9800 ou 97513-2413 (WhatsApp) *** A reunião do Conselho Diretor da ACRJ do dia 21 terá palestra candidato ao Governo do Rio Wilson Witzel, a partir de 11h30.