Após consolidar banco, Brics estrutura mídia conjunta

Fórum de Mídia do Brics, em São Paulo, traça diretrizes para superar cobertura enviesada dos EUA e Europa.

Fatos e Comentários / 18:59 - 31 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O economista-chefe do banco de investimento norte-americano Goldman Sachs, Jim O’Neil, em estudo de 2001, criou o acrônimo Bric, meio que por análise, meio por marketing junto a seus clientes. Os países envolvidos acabaram levando o tema adiante, e, com acréscimo da África do Sul, constroem o Brics. Agora, os bancos norte-americanos querem fazer crer que o bonde passou, e Brasil, Rússia e África do Sul ficaram para trás.

Quem assim fala não entende – ou compreende muito bem – que o Brics não é um bloco econômico, ou uma união de países em desenvolvimento com alguns ideais comuns. O grupo representa um questionamento do unilateralismo e apresenta alternativas ao financismo para o desenvolvimento mundial. Longe de ser um bloco homogêneo. Como costuma ilustrar o presidente da China, Xi Jinping, os países do Brics são como os dedos de uma mão: diferentes, mas que atingem os objetivos quando trabalham juntos.

O 4º Fórum de Mídia do Brics, encerrado nesta quinta-feira, em São Paulo, reuniu profissionais de comunicação dos cinco países para discutir como “Aprofundar a Cooperação de Mídia na Construção da Comunidade do Brics com um Futuro Compartilhado”. Entre os objetivos, intercâmbio de reportagens sobre os membros do bloco, contornando a cobertura enviesada dos meios de comunicação dos EUA e Europa.

Se pelo lado financeiro o Banco dos Brics já é uma realidade, agora começa a ser criada uma comunidade de mídia que difunda o que acontece nesses países.

 

Filhas da Unicamp

O faturamento anual das empresas-filhas da Unicamp, aquelas fundadas por ex-alunos da Universidade, aumentou 64,6% em relação ao ano anterior, evoluindo de R$ 4,8 bilhões para R$ 7,9 bilhões. O principal fator que influenciou o salto de faturamento foi o cadastro de 114 novas empresas-filhas em 2019, totalizando 815. Esses dados são resultado da pesquisa anual realizada pela Agência de Inovação Inova Unicamp e foram divulgados durante o Encontro Unicamp Ventures.

 

Receita desafia Supremo

A Instrução Normativa 1.911/2019 da Receita Federal, publicada no último dia 15, está gerando reclamações. A norma regulamenta a apuração, cobrança, fiscalização, arrecadação e administração do PIS e da Cofins. O ponto principal dos 766 artigos é o que reafirma o entendimento no sentido de que somente o ICMS efetivamente recolhido deve ser abatido da base de cálculo do PIS/Cofins.

Com esse posicionamento, a Receita acaba por reduzir, de maneira arbitrária, o alcance da decisão do Supremo Tribunal Federal no RE 574.706, analisa o escritório Marins Bertoldi Advogados. Muitas empresas já possuem decisões transitadas em julgado autorizando o abatimento do ICMS destacado.

O julgamento dos embargos de declaração opostos pela União no RE 574.706, que tem previsão para acontecer em 5 de dezembro, deverá esclarecer, de maneira definitiva, qual a parcela do ICMS a ser efetivamente excluída.

 

Queiroz em dobro

A preocupação do clã Bolsonaro com Queiroz agora é dupla: Fabrício é a senha para os estratagemas de pequeno clero, como rachadinhas; Élcio, mais tóxico, o elo com o caso Marielle. Em comum, os milicianos, aos quais os Bolsonaro nunca fizeram questão de esconder proximidade.

 

Rápidas

No dia 6, acontecerá a segunda edição do Brasil Risk Summit, das 8h às 18h, no WTC Event Center, com a participação de Tom Fox, referências mundial em compliance. Mais informações aqui *** Nesta sexta, haverá o IX Ecal – Encontro de Contabilidade da Amazônia Legal, que terá como tema “A prática contábil para o desenvolvimento sustentável”. O CEO do Grupo Epicus, Sérvulo Mendonça, estará em Santarém (PA) para se apresentar no painel 6, às 9h45. Inscrições aqui *** Também na sexta, o doutor Marcello Valle, especialista em Reprodução Humana, da Clínica Origen Rio, participa do Fórum Mulher 40+, realizado pelo Grupo Perinatal, no Othon Palace Copacabana, das 8h às 17h *** A Universidade Veiga de Almeida é palco da IV Mostra de Publicidade 2019, 4 e 5 de novembro. O evento, idealizado pela coordenadora do curso de Publicidade, Ediana Avelar, e organizado pela professora da disciplina Tópicos Especiais em Produção Cultural, Ana Cristina Rosado, traz como tema “A Empregabilidade na Geração Z”. Para participar, basta comparecer ao Campus Tijuca (Rua Ibituruna, 108. RJ).

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor