Advertisement

Após compromisso com desnuclearização, EUA suspendem manobras militares

Internacional / 12 Junho 2018

Sul-coreanos assitem pela TV ao aperto de mão entre os dois líderes

 

O líder da República Popular Democrática da Coreia (RPDC), Kim Jong-un, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apertaram as mãos nesta terça-feira, no já histórico encontro no Hotel Capella na ilha de Sentosa, em Singapura. Trata-se do primeiro encontro entre um líder da RPDC e um presidente dos EUA.

Os dois países se comprometeram com a paz e a desnuclearização completa da península coreana. O presidente norte-americano afirmou que vai suspender exercícios militares perto das Coreias, porém manterá, “durante algum período de tempo”, as sanções contra o país do Norte. As tropas dos EUA na região também não serão reduzidas. “As sanções serão canceladas quando tivermos a certeza de que eles não têm possibilidade de usar seus armamentos nucleares”, explicou.

Trump, porém, revelou que suspendeu medidas restritivas em relação a 300 novos artigos norte-coreanos para não demonstrar “falta de respeito” ao Kim Jong-un. “Não foi fácil chegar até aqui”, disse Kim. O presidente dos EUA, por sua vez, mostrou o seu otimismo: “Não tenho dúvidas que teremos relações ótimas”, disse à imprensa.

O documento assinado pelos líderes dos dois países possui quatro pontos:

EUA e Coreia do Norte se comprometem a estabelecer relações de acordo com o desejo de seus povos pela paz e prosperidade;

Os dois países unirão seus esforços para construir um regime de paz estável e duradouro na península coreana;

Reafirmando a Declaração de Panmunjon, assinada pelas duas Coreias em 27 de abril de 2018, a Coreia do Norte se compromete a trabalhar em direção à completa desnuclearização da península coreana;

Os EUA e a Coreia do Norte se comprometem a recuperar os restos mortais de prisioneiros de guerra, incluindo a imediata repatriação daqueles já identificados.

Trump afirmou que Kim aceitou o convite feito para visitar a Casa Branca e que ele pretende visitar Pyongyang “em um certo momento”. “Aprendi que ele é um homem muito talentoso que ama muito seu país. É um negociador de valor, que negocia em benefício de seu povo”, elogiou.

O presidente dos EUA observou que, do ponto de vista tecnológico, o processo de desnuclearização vai demorar bastante. “Eu li e assisti bastantes coisas sobre isso. O fim completo e eficiente de desnuclearização leva muito tempo. Isto demora, do ponto de vista técnico, e teremos que esperar por algum período”, explicou. Ele espera que este processo “comece muito em breve”.