AOC detona Wall Street, Trump e… Bolsonaro

Deputada da 'esquerda' dos EUA defende mundo cuja economia beneficie as classes média e baixa e as pessoas marginalizadas.

Fatos e Comentários / 19:35 - 11 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

 

A congressista norte-americana Alexandria Ocasio-Cortez – AOC, como sabem ou poucos, mas assíduos leitores da coluna – em sua estreia internacional, em Copenhague, nesta sexta-feira, detonou o sistema econômico-financeiro mundial. A defesa da política do Green New Deal vai bem além das críticas ao problema climático.

A jovem de 29 anos, expoente da “esquerda” dos Estados Unidos, detonou: “É insustentável continuar acreditando em nosso sistema de busca descontrolada, irresponsável e violenta pelo lucro”, disse ela na cúpula dos prefeitos C40.

Temos que enfrentar a indústria de petróleo e carvão, a indústria emissora de CO2, Wall Street, Bolsonaro, Donald Trump”, disse ela. Sim, sobrou para o presidente brasileiro, alvo dos que defendem o meio ambiente após a desastrada política para a Amazônia (o desmatamento da região aumentou 96% em setembro, segundo o Inpe).

AOC afirmou que o mundo precisa adotar “um sistema cooperativo e colaborativo, cuja economia beneficie as classes média e baixa e as pessoas marginalizadas”. Quando terminou, a ovação que recebeu superou em muito a recebida por expoentes do ativismo climático, como o ex-vice-presidente dos EUA Al Gore e a primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen. “Ela foi recebida como uma estrela do rock”, opinou Nicholas Reece, vereador de Melbourne, na Austrália, em entrevista ao jornal britânico The Guardian.

 

SP e Lula

Alguns dados da produção de petróleo no Brasil em agosto:

Apesar dos ataques e dos leilões lesivos aos interesses nacionais, os campos operados pela Petrobras, em consórcio ou não, produziram 93,2% do petróleo e gás natural. Mais do que em 2015, quando o percentual era de 92,8%.

São Paulo se consolida como segundo maior produtor, tanto de petróleo quanto de gás natural. Com apenas nove poços, produz mais que os 40 do Espírito Santo.

Gostem ou não, o campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o que mais produziu petróleo: média de 1,026 milhão de barris por dia, mais de 50% da produção do pré-sal e mais de um terço de todo o petróleo extraído no país. Também foi o que mais produziu gás natural: média de 43,4 milhões de m³/d.

 

Passado te condena

O ministro da Economia, Paulo Guedes, insistiu que o Brasil vai crescer, por que, agora, deixamos para trás 40 anos de protecionismo. Além de denotar saudades da ditadura militar, Guedes distorce a história: há quatro décadas, portanto, por volta de 1979, o país era fechado, inclusive com a Lei de Informática, tão criticada pelos neoliberais (não pela coluna).

 

Porta aberta

Uma vez que senhas roubadas e reutilizadas estão ligadas a 80% das violações relacionadas a hackers, as empresas devem tomar mais medidas para melhorar a segurança, recomenda a LogMeIn, que divulgou os resultados do seu 3º Relatório Anual Global de Segurança de Senhas.

Entre as principais conclusões do relatório deste ano está o fato de que, apesar de mais empresas estarem investindo em medidas de segurança como, por exemplo, a autenticação multifatorial (MFA), os funcionários ainda têm hábitos de senha ruins que enfraquecem a postura geral de segurança das empresas.

O compartilhamento e a reutilização de senhas continuam a ser práticas comuns na maioria das companhias, com os funcionários reutilizando cada uma delas, em média, 13 vezes. O problema é maior nas empresas menores. Aquelas com menos de mil funcionários reutilizam de 10 a 14 senhas, em comparação a apenas quatro em organizações maiores.

 

Chamas

Começou a “temporada do fogo” na Califórnia. E inicia – perdoem o trocadilho – quente: 100 mil pessoas tiveram que ser evacuadas, no Sul, enquanto há falta de energia em partes do estado.

 

Colônia

O presidente Jair Bolsonaro disse, no Complexo Naval de Itaguaí, na apresentação do submarino Humaitá, que não aceitará tentativas de colocar o Brasil como um país colonizado. Esta semana, o governo fez mais 2 leilões de petróleo e avançou na retirada da Petrobras do pré-sal.

 

Rápidas

Na próxima terça-feira, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) realiza, a partir das 10h, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho, sessão solene comemorativa dos 66 anos da Petrobras *** O BVA Advogados anuncia a chegada dos novos sócios Gustavo Fiuza Quedevez, Leonardo da Costa Carvalho e José Artur Storani Cilurzo. Fernando Kjeshus Rosas assume como coordenador da área de Direito Bancário do escritório.

 

 

 

 

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor