ANS analisa propostas para atualização do Rol de Procedimentos

SEG NOTÍCIAS - 8.08: ANS analisa propostas para atualização do Rol de Procedimentos

Seguros / 16:42 - 8 de ago de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

SEG NOTÍCIAS - ANS analisa propostas para atualização do Rol de Procedimentos

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) finalizou a análise de elegibilidade das propostas de atualização do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde que foram enviadas pela sociedade através do formulário online (FormRol). Ao todo, a agência recebeu 1.137 propostas de atualização, sendo 285 (25%) relativas a medicamentos, 671 (59%) a procedimentos e 181 (16%) a termos descritivos. Ao final do processo de verificação, 215 propostas foram consideradas aptas para seguir para a análise técnica e posterior discussão no âmbito do Comitê Permanente de Regulação da Atenção à Saúde (Cosaúde), pois atenderam aos critérios de elegibilidade necessários.

O envio das contribuições pelo FormRol foi a primeira fase do novo processo de atualização da lista mínima de procedimentos que devem ser cobertos pelos planos de saúde. As etapas estão estabelecidas na Resolução Normativa nº 439/2018. Essa normativa aprimorou a revisão da cobertura mínima obrigatória dos planos de saúde e ampliou a participação social.

Os 1.137 formulários recebidos pela ANS passaram por uma primeira triagem, na qual foram identificadas as propostas relativas à inclusão de medicamentos e procedimentos que eram passíveis de seguir para análise quanto ao cumprimento dos critérios de elegibilidade. Em relação aos formulários dos termos descritivos, a seleção foi realizada a partir a verificação da completude e validades dos campos dos respectivos documentos.

A análise de elegibilidade considerou aptos 459 formulários enviados (o que representa 40% do total recebido). Em nova etapa de triagem, foram verificados se esses formulários atendiam a condições legais e a requisitos de informação previstos na RN nº 439. Constatou-se, então, que 215 propostas atenderam a todos os critérios elencados na norma, sendo 116 referentes a medicamentos, 74 a procedimentos e 25 a termos descritivos. Dentre os requisitos estão a descrição das evidências científicas relativas à eficácia, efetividade, acurácia e segurança da tecnologia em saúde, bem como a avaliação econômica, análise do impacto orçamentário da incorporação da tecnologia e os dados sobre capacidade instalada.

A maior parte das contribuições elegíveis (118 propostas) foram enviadas por entidades representativas de profissionais médicos. Também houve contribuições de entidades representativas de pacientes, operadoras, indústria farmacêutica, outros profissionais (não médicos), prestadores de serviços de saúde e cidadãos de forma geral (pessoa física).

As sugestões foram recebidas de 4 de fevereiro a 4 de maio. Agora, as 215 propostas elegíveis seguem para a fase de análise crítica, quando então a ANS contará com o auxílio de entidades parceiras - através de acordos de cooperação técnica, convênios, contratos ou instrumentos congêneres - e do Cosaúde. Ao final de todas as análises, ainda está prevista consulta pública à sociedade.

O Rol de Procedimentos passa por revisões periódicas a cada dois anos. Esse é o intervalo mínimo, tendo em vista as etapas a serem cumpridas e a complexidade do processo. "O Rol é um importante instrumento de regulação da ANS e é fundamental que a sociedade acompanhe e participe do processo de atualização da lista de coberturas. Dessa forma, contribuímos para ampliar a transparência no setor e engajamos todos os interessados - incluindo os beneficiários - nas políticas de saúde", destaca o diretor de Normas e Habilitação dos Produtos, Rogério Scarabel.

.

DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL

                                                                                                                                                                   

Palestra sobre inovações no mercado e o papel do corretor O Clube de Seguros de Pessoas de Minas Gerais (CSP-MG) promove palestra "Inovação em Seguros e o Papel do Corretor" no dia 23 de agosto, das 9 às 12 horas, no Auditório da Associação Comercial e Empresarial de Minas (ACMinas): Avenida Afonso Pena, 372, Centro, Belo Horizonte.

Segundo o presidente do CSP-MG, João Paulo Moreira de Mello, a ideia central do evento é discutir o papel do corretor no cenário de insurtechs, big data, novas tecnologias, geração de consumidores Millennials, e também "como o corretor deve se preparar, agir e, principalmente, como se manter indispensável ao cliente".

Para debater os temas, o CSP-MG convidou dois profissionais experientes e reconhecidos no mercado. O executivo Carlos Eduardo Sarkovas é sócio da Thinkseg e reponde pelas áreas comercial e de operações da companhia. Já o consultor Mauricio Tadeu Barros Morais dirige o Grupo Ways Gestão Empresarial.

Cadu Sarkovas, como é mais conhecido no mercado, é economista e administrador de empresas. Atuou por 16 anos na Bradesco Seguros, sendo quatro anos como diretor da área corporativa, gerenciando uma carteira de R$ 15 bilhões.

Graduado e pós-graduado em Administração e Ciências Contábeis, Mauricio Tadeu é professor universitário. Leciona também na Escola Nacional de Seguros. É membro do Conselho Empresarial de Seguros da ACMinas, diretor do CSP-MG e integrante da Câmara Mineira de Mediação e Arbitragem.

As inscrições para a palestra são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail: secretaria@cspmg.com.br.

.

Treinamento e capacitação - Com o objetivo de oferecer soluções imediatas ao consumidor e um melhor atendimento, a Rede de Prestadores da Mondial Assistance, em parceria com a SIL - Fios e Cabos Elétricos, capacitou, ao longo do mês de junho, analistas de atendimento, colaboradores das áreas de atendimento ao prestador de serviço, Qualidade, Acionamento e Treinamento Operacional da empresa. No encontro, que aconteceu na sede do SENAI do Tatuapé, em São Paulo, foram abordados os diferentes tipos de condutores elétricos e a consequência das instalações realizadas fora do padrão estabelecido pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

A iniciativa contou também com a presença da Enel, ex-AES Eletropaulo, que apresentou um conteúdo para o uso consciente de energia, além de dicas para a segurança no manuseio de dispositivos elétricos. Os colaboradores ainda tiveram a oportunidade de trocar experiências em relação ao universo dos serviços do segmento de Property (residencial, condomínios e empresas), além de aprimorar o conhecimento da área de Qualidade, responsável pelas análises dos atendimentos prestados.

André Amado, gerente de Rede de Prestadores, explica que o treinamento teve o intuito de melhorar a experiência do cliente. "O que move nossos serviços é a garantia de que nossos clientes recebam o melhor atendimento dos melhores profissionais. Investir em competência reflete no reconhecimento de sermos líderes globais de assistência 24 horas".

Ao final da ação, os participantes tiveram um momento de descontração e puderam concorrer a um sorteio de ingressos para o Theatro NET - SP, além de receberem brindes.

.

SEGURO CIDADÃO

                                                                                                                                                                   

Colesterol O colesterol alto pode ocasionar uma série de complicações à saúde, como infarto, acidente vascular cerebral (AVC), doença renal, síndrome coronariana aguda, angina e trombose. Para alertar a população sobre os riscos do acúmulo desta gordura no organismo e conscientizar sobre a necessidade de adotar práticas saudáveis para melhorar a saúde cardiovascular, foi criado no dia 8 de agosto, o Dia Nacional de Combate ao Colesterol.

O Porto Seguro Saúde aproveita a data para compartilhar dicas importantes sobre o tema, e dessa forma, colaborar para manter o seu colesterol sob controle.

O colesterol é um tipo de gordura produzida naturalmente pelo nosso organismo e que desempenha funções essenciais como a produção de hormônios e vitamina D. Existem dois tipos de colesterol: o LDL, conhecido como "colesterol ruim", por se acumular nas artérias, provocando seu entupimento; e o HDL, conhecido como "colesterol bom", por retirar o excesso de LDL das artérias e impedir a formação de placas de gordura. Em resumo, é importante para a saúde do coração que se diminua o colesterol ruim e aumente o colesterol bom.

Para diminuir o colesterol ruim, é importante evitar alimentos como carnes gordurosas, frutos do mar, pele de frango, frituras, embutidos e industrializados. Já para aumentar o colesterol bom, podem adotados alguns cuidados, embora as respostas individuais possam ser bastante variáveis: a redução do peso corpóreo pode aumentar o HDL de 5-20%, parar de fumar em 5% e a prática regular de exercícios em até 30%. Já o consumo moderado de álcool (30-60 g/dia) pode elevar de 5-10% os níveis de HDL.

A hereditariedade também pode ser um fator importante quando o assunto é colesterol alto. Mesmo com a alimentação saudável, o histórico familiar pode determinar colesterol alto, graças a um fator chamado hipercolesterolemia familiar. Se este for o seu caso, procure um médico para receber orientações sobre o tratamento.

Estimule hábitos saudáveis nos pequenos desde cedo. Não são apenas os adultos que devem se preocupar com o colesterol. Dados da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), crianças de 2 a 8 anos com diagnóstico de diabetes ou que possuam pais ou avós com histórico de doenças cardíacas ou de colesterol alto, devem ter o colesterol dosado. Se o colesterol ruim estiver acima de 130mg/dL é necessário consultar o pediatra ou o endocrinologista.

Em virtude das mudanças hormonais, as mulheres estão mais propensas a apresentar um aumento no nível do colesterol ruim durante a menopausa. Além disso, o risco de doença cardiovascular aumenta nessa fase pela queda hormonal promovida durante o período.

Tratar o colesterol alto envolve mudanças no estilo de vida e muitas vezes o uso de medicamentos, como é o caso das estatinas. O tratamento deve ser preventivo e durante toda a vida.

Os segurados do Porto Seguro Saúde, através do Alô Saúde, plataforma exclusiva da companhia, contam com uma equipe de nutricionistas e educadores físicos à disposição para realizar orientações sobre alimentação, atividade física e hábitos de vida mais saudáveis, de forma simples e fácil, bastam entrar em contato através do telefone 0800 940 1892.

.

Cultura inovativa - Para desenvolver a cultura de inovação dentro da companhia, a Sompo Seguros contratou a ilegra, empresa global de design, inovação e software. Juntas desenvolveram uma série de iniciativas com o intuito de promover a inovação dentro da empresa no Brasil. Reconhecida globalmente por seu perfil inovador, com laboratórios digitais no Japão, Israel e EUA, o desafio era criar um modelo brasileiro, sem replicar conceitos de fora.

A parceria deu início a um processo de culturalização da companhia, por meio da formação do grupo de agentes da inovação e seleção de ideias inovadoras que se transformaram em projetos. Também foram realizados workshops, Talks e treinamentos relacionados ao tema. Os agentes dedicaram 10% do seu tempo durante seis meses para participarem do programa.

Entre os projetos desenvolvidos pela Sompo Seguros com o foco em inovação está o Seguro Equipamentos de Mobilidade, que indeniza danos causados a equipamentos utilizados por Pessoas com Deficiência (PcD) ou mobilidade reduzida. Esse produto, inédito no Brasil, indeniza o custo com reparos ou reposição de equipamentos tais como cadeiras de rodas, triciclos com propulsão pelas mãos e próteses em caso de acidentes de causa externa, a exemplo de quedas, impactos, colisões, desabamentos, atropelamentos, assaltos à mão armada etc. O projeto está diretamente conectado com o posicionamento da Sompo Seguros em criar inovação para o bem-estar das pessoas. Como resultado, a companhia conquistou o reconhecimento do mercado por meio de relevantes prêmios nacionais.

Além disso, há outros 15 projetos na esteira de Inovação, em estágio avançado, já perto da fase de teste e implementação. As iniciativas contemplam a aplicação de Inteligência Artificial, bots, big data etc. em soluções voltadas a trazer novas formas de interação, gerenciamento e utilização de dados. Entre elas, estão projetos voltados à área de RH praticamente prontas para serem implementadas, que devem contribuir para agregar valor, bem como com a gestão e controles internos de pessoas. Já em termos de produtos e serviços, estão para serem lançadas novidades que devem trazer muito mais comodidade aos segurados, além de propiciar mais oportunidades de negócios para corretores de seguros em ramos como Agronegócio, Automóvel, Condomínio, Residencial e Saúde.

"A ilegra montou conosco a estrutura de inovação na Sompo, sem um modelo definido, desenvolvendo todo o processo de forma colaborativa. Elaboramos uma estratégia de inovação escalável e orgânica, projetada para os próximos quatro anos, e construída para ser ajustada o tempo todo. A customização foi um dos principais diferenciais do trabalho: primeiro eles buscaram entender profundamente as nossas necessidades para, depois, pensar na melhor forma de atuação", comenta Claudio Quaglia, gerente de Inovação da Sompo Seguros.

"Diante de um cenário bastante adverso, principalmente pela velocidade com que o comportamento de compra do consumidor evolui frente às novas tendências, utilizamos técnicas de pesquisa e desenvolvimento com foco no cliente, considerando todos os atores das cadeias de valor (por linha de negócio)", analisa Quaglia. "A inovação deixou de ser um diferencial para ser questão de sobrevivência para as empresas", finaliza.

"Estabelecer uma cultura de inovação com o efetivo engajamento de times multifuncionais é um dos principais desafios das empresas, e não encará-los de frente pode trazer consequências como equipes apáticas, pseudoinovações, e pouco preparo para competir por clientes, que estão cada vez mais dinâmicos e exigentes", acrescenta Caroline Capitani, VP de Digital Design e Inovação da ilegra. "O case da Sompo Seguros é um exemplo de como, com a abordagem certa, é possível engajar times e mudar mindsets para que projetos inovadores sejam criados, testados e retroalimentados com o feedback de mercado", conclui Capitani.

Um dos resultados do trabalho realizado em parceria com a ilegra foi o reconhecimento que a Sompo Seguros recebeu, como a seguradora mais inovadora do país. Ela está entre as 150 empresas selecionadas pelo Anuário Valor Inovação Brasil 2019, um ranking realizado pela Strategy&, consultoria estratégica da PwC, que as classifica a partir de quatro grandes critérios: intenção de inovar, esforço para realizar a inovação, resultados obtidos e avaliação do mercado.

.

Câncer de pulmão - Em agosto, Mês de Conscientização do Câncer de Pulmão, grandes nomes da música brasileira serão desafiados para um dueto especial, com o propósito de chamar a atenção para o combate à doença, que tem entre seus sintomas justamente a falta de ar. Todos eles são ídolos do sambista amador Ailton Ferreira, um paciente que foi diagnosticado em 2016, aos 49 anos, sem nunca ter fumado.

Cada um dos artistas gravará com Ailton uma música de seu repertório, como forma de unir suas vozes à dele, fortalecendo o movimento digital Desafio de Fôlego, que tem o objetivo de estimular o combate à doença, destacar seus fatores de risco, a importância do diagnóstico precoce e a atenção aos sintomas. Fruto de uma parceria entre o Instituto Vencer o Câncer (IVOC), o Instituto Oncoguia e a Pfizer, o #DesafiodeFolego estreia nas redes sociais logo em 1º de agosto, Dia Mundial de Combate ao Câncer de Pulmão.

Os músicos Diogo Nogueira, Péricles e Salgadinho (ex-integrante do Katinguelê), assim como o grupo Samba da Vela, estão entre os artistas que aderiram à causa. O público também poderá participar do desafio, gravando vídeos caseiros com trechos das músicas cantadas pelos artistas durante o #DesafiodeFolego. As peças deverão ser divulgadas nas redes sociais com as hashtags da campanha.

Os tumores de pulmão representam um grande desafio para o País e são a primeira causa de morte por câncer entre os brasileiros. Hoje, apenas 16% dos casos são diagnosticados em estágio inicial no Brasil e a taxa de sobrevida relativa em cinco anos é de 18%, chegando a 15% entre os homens, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Por outro lado, quando o câncer de pulmão é identificado em sua fase inicial (localizado), essa taxa chega a 56%.

"Infelizmente, o câncer de pulmão é uma doença grave que vem crescendo ano a ano, principalmente entre as mulheres. Portanto, é muito importante ficar atento aos sinais, como tosse e falta de ar. E vale lembrar que o câncer, muitas vezes, não está relacionado apenas ao cigarro", afirma o oncologista Fernando Maluf, fundador do Instituto Vencer o Câncer.

Em agosto, no dia 29, também é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Fumo. E, de fato, o cigarro está associado à maioria dos casos de câncer de pulmão e responde por cerca de 80% das mortes relacionadas à doença. Mas diferentes estudos vêm sugerindo um aumento no número de não fumantes entre os pacientes diagnosticados com o tumor.

Nos EUA, após a análise de dados de 10.593 pacientes de três estabelecimentos, colhidos entre 1990 e 2013, os pesquisadores identificaram que a proporção de não fumantes entre os pacientes com câncer de pulmão de não pequenas células (CNPCP) havia aumentado consideravelmente nos três grupos. Em um deles, a taxa de não fumantes passou de 8,9%, entre 1990 e 1995, para 19,5% dos pacientes com câncer de pulmão, de 2011 a 2013.

Presidente do Instituto Oncoguia, Luciana Holtz destaca o estigma em relação aos pacientes com câncer de pulmão. "Quando dizem que estão com câncer de pulmão, logo alguém já quer saber por quanto tempo a pessoa fumou, mas nem sempre foi isso o que ocorreu. De toda forma, ainda precisamos reforçar a informação de que o cigarro causa câncer. Em uma pesquisa que fizemos neste ano, 8% dos entrevistados desconheciam essa associação", afirma.

Embora o Brasil tenha registrado uma queda geral no número de fumantes nos últimos anos, as estatísticas para o câncer de pulmão continuam elevadas no país. Se para os anos de 2016 e 2017 o Inca estimava o registro de 28.220 novos casos de câncer de pulmão por ano, para o biênio 2018-2019 esse número subiu para 31.270.

O câncer de pulmão, de acordo com o levantamento Globocan 2018, do IARC, agência de pesquisa sobre câncer da Organização Mundial da Saúde, registrou mais de 2 milhões de novos casos em 2018 no mundo, com aproximadamente 1,7 milhão de mortes no período. Esses números representam 11,6% dos casos de câncer e 18,4% do total de mortes por câncer. No Brasil, é o segundo tipo de câncer mais comum em homens e o quarto entre as mulheres, totalizando mais de 30 mil novos casos previstos para 2019.

.

ENDOSSANDO

                                                                                                                                                                   

Homenagem A Diretoria Executiva e o Conselho Consultivo do Clube Vida em Grupo do Rio de Janeiro (CVG-RJ) irão reunir os seus associados, beneméritas e entidades parceiras para um almoço em homenagem ao presidente do Sincor-RJ, Henrique Brandão.

"Além de ser o líder dos corretores de seguros do nosso estado por mais de 20 anos, reeleito para mais um mandato, Henrique Brandão tem levado ao Sincor-RJ várias ações de treinamento da categoria, através de sua diretoria de ensino. Criou recentemente a Comissão das Mulheres Corretoras de Seguros, visando valorizar o contingente feminino cada vez mais numeroso e atuante. Trata-se de um parceiro de longa data que muito tem feito para dignificar o profissional da corretagem de seguros fluminense", afirma o presidente do CVG-RJ, Octávio Perissé.

O evento comemorativo será realizado no dia 27 de agosto, ao meio-dia, no restaurante da Associação Comercial do Rio de Janeiro (Rua da Candelária, nº 9, 14º andar, Centro);

Vagas limitadas a 200 convidados.

.

"Melhores Empresas para Trabalhar em Barueri e Região" O Banco Bradesco e o Grupo Bradesco Seguros estão entre as "Melhores Empresas para Trabalhar em Barueri e Região", de acordo com o ranking da Great Place to Work (GPTW). O anúncio foi feito nessa quarta-feira, 7 de agosto, em Alphaville, Barueri, em evento que reuniu organizações que têm, em média, 25 anos de existência e que empregam, juntas, mais de 150 mil pessoas. O reconhecimento da Organização Bradesco foi conquistado com base nas avaliações de funcionários de todo o País. Participou da premiação, representando o Grupo Bradesco Seguros, o diretor de Gestão de Pessoas, Juliano Marcilio.

"O Grupo Bradesco Seguros acredita que ouvir os funcionários é essencial para um ambiente de trabalho saudável. E o reconhecimento da Great Place to Work nos indica que estamos no caminho certo em relação à gestão de pessoas e boas práticas de engajamento", afirma Juliano Marcílio.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor