Analistas não gostaram do desempenho da CSN

Fretes mais caros e preços do minério e dos produtos siderúrgicos em queda prejudicaram empresa.

Acredite se Puder / 18:32 - 24 de out de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Os analistas não gostaram do desempenho da CSN no terceiro trimestre, pois além do prejuízo de R$ 871 milhões, contra lucro de R$ 752 milhões em igual período do ano passado, teve redução de 4% no Ebtida, que foi para R$ 1,57 bilhão, ficando abaixo do consenso da Bloomberg, de R$ 1,77 bilhão. Segundo a empresa, esse indicador foi impactado pela reforma de alto-forno e menores preços de mineração. Os especialistas do Itaú BBA classificaram o resultado como negativo, principalmente no Ebitda, o que foi afetado pelo desempenho mais fraco da divisão de mineração, por causa dos custos de frete mais altos e prêmios de menor qualidade e também pelo negócio de aço, devido a preços ligeiramente mais baixos e custos mais altos.

Segundo o documento, os preços mais baixos do minério de ferro realizados, com redução de US$ 11 na tonelada na comparação trimestral, prejudicando as operações de mineração, enquanto a divisão siderúrgica continuou sentindo a pressão do aumento do custo de produto vendido por tonelada e dos impactos negativos da reforma de alto-forno. Além disso, ressaltam que a siderúrgica reduziu para R$ 7,5 bilhões a projeção para o Ebitda deste ano, 4% menor que a prevista pelo pessoal do banco. E terminam prevendo uma reação negativa do mercado. Os do Credit Suisse praticamente apresentaram os mesmos fatores negativos que os do Itaú ões do terceiro trimestre. Não apresentaram prognósticos para o comportamento da empresa.

 

Bradesco baixa preço da Localiza para R$ 46

Após a Localiza apresentar fracos resultados, os analistas do Bradesco BBI mantiveram a recomendação de outperform, mas baixaram o preço-alvo de R$ 48 para R$ 46, com redução de estimativa de ganhos de 2% neste ano e de 8% no próximo. Os do Credit Suisse destacaram que os números foram negativos tanto para aluguel de carros quanto para seminovos. E os do Itaú BBA, foi positiva a manutenção de taxas de crescimento sequencialmente sólidas, em meio à uma forte base de comparação, mas acentuam que não houve surpresas positivas substanciais, com os números ficando aquém das estimativas. Mas ressaltam que, apesar do impacto negativo no lucro líquido, a Localiza pode adquirir carros novos a preços mais baixos no futuro.

 

CVM rejeitou proposta do Conselho da Qualicorp

A Comissão de Valores Mobiliários rejeitou uma proposta de membros do Conselho de Administração da Qualicorp que queriam pagar R$ 1,2 mi para se livrar de um processo. A proposta foi feita pelos conselheiros Arnaldo Curiati, Alexandre Silveira Dias, Nilton Molina, Wilson Olivieri, Claudio Chonchol Bahbout e Raul Rosenthal Ladeira De Matos que se dispunham a desembolsar R$ 200 mil cada. O problema é que, em outubro do ano passado, os membros do conselho concordaram com uma proposta pouco ética feita pelo fundador e controlador da empresa, José Seripieri Filho, conhecido como Júnior, que recebeu R$ 150 milhões da companhia para não vender sua participação de 15% e se comprometer a não criar negócios concorrentes por um período de oito anos. A CVM, entende que este acordo não é equitativo para as duas partes, sendo benéfico apenas para Júnior, que recebeu um valor muito acima do que havia sido aprovado em uma assembleia realizada em abril do ano passado.

 

Bons balancetes impulsionam bolsas dos EUA

Na abertura da sessão desta quinta-feira, o índice Dow Jones chegou a registrar valorização de 0,17%, mas depois cedeu e perdeu 0,18%. Os resultados da Microsoft, da Tesla e da Lam Research foram considerados pelos analistas como robustos e com que a alta do Nasdaq Composite aumentasse de 0,64% para 0,84%; Na quarta-feira, o Standard & Poor’s 500 subiu 0,31% e no pregão seguinte aumentou 0,11%, impulsionado pelo novo máximo histórico alcançado pela Apple. As ações da Microsoft tiveram elevação de 1,67% e foram negociadas a US$ 139,53 já depois de ter atualizado as respetivas projeções para os serviços de computação em nuvem, previsões que superam as expectativas dos analistas. A Tesla teve ganhos de 17,09% e foi para US$ 298,20 depois de reportar lucros inesperados entre julho e setembro, o que fez que cinco casas de investimento elevassem o preço-alvo que atribuem aos títulos da fabricante de automóveis elétricos. E a Lam Research aumentou 11,17% para US$ 259,23, após rever em alta as estimativas de lucros para o último trimestre do ano.

 

Ações da Tesla subiram quase 20%

No after hours da Nadasq, as ações da Tesla continuaram subindo e registraram valorização de 19,96%, sendo negociadas a US$ 305,52, quase anulando a queda de 23% que as ações acumularam desde o início do ano.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor