Advertisement

Alerta vermelho: Riscos à estabilidade financeira global estão aumentando

FMI diz que condições financeiras frouxas estão contribuindo para um aumento dos problemas   Nos últimos seis...

Mercado Financeiro / 10 Outubro 2018

FMI diz que condições financeiras frouxas estão contribuindo para um aumento dos problemas

 

Nos últimos seis meses os riscos ao sistema financeiro global cresceram e podem piorar se as pressões nos mercados emergentes ampliarem ou as relações comerciais globais se deteriorarem mais, alertou nesta quarta-feira o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Pesquisas recentes do FMI mostram que países emergentes com exceção da China podem enfrentar fluxos de saída de capital de até US$ 100 bilhões, nível visto pela última vez durante a crise financeira global.

O Fundo citou uma série de outros riscos de curto prazo à estabilidade financeira, incluindo a possibilidade de um “não-acordo” do Brexit ou renovadas preocupações sobre política fiscal em alguns países endividados da zona do euro.

Nesta quarta-feira, o negociador europeu Michel Barnier disse que a União Europeia e o Reino Unido já teria concordado com 80% do tratado para o Brexit.

O FMI iniciou esta semana uma série de reuniões com o Banco Mundial na ilha indonésia de Bali. O Fundo destacou que embora a estabilidade financeira tenha sido sustentada por reguladores na década desde a crise financeira global de 2008, condições financeiras frouxas estão contribuindo para um aumento dos problemas potenciais relacionados aos altos níveis de dívida e avaliações “alongadas” de ativos.

“Os novos regimes de resolução bancária para evitar resgates financeiros futuros são em grande medida não testados”, disse o Fundo em sua atualização bianual de estabilidade financeira global.

“Os riscos de curto prazo à estabilidade financeira global aumentaram um pouco”, disse o FMI. “No geral, os participantes do mercado parecem complacentes sobre o risco de um forte aperto nas condições financeiras.”

O Fundo destacou que o crescimento econômico parece ter atingido um pico em algumas importantes economias enquanto a diferença entre países avançados e mercados emergentes está se ampliando. Na terça-feira o FMI cortou suas estimativas de crescimento global devido à intensificação da guerra comercial entre EUA e China e aos crescentes apertos financeiros nos mercados emergentes.

 

Conclusão do acordo

O negociador europeu Michel Barnier acredita que o acordo entre a União Europeia e o Reino Unido pode ser concluído até o dia 17 de outubro.

Ele disse que o Reino Unido vai deixar o mercado comum e a união aduaneira da União Europeia, e que ainda será preciso acertar como fica a fronteira com a Irlanda.

Barnier disse que a UE quer realizar verificações na fronteira irlandesa “de maneira menos intrusiva possível” após o Brexit, mas controles veterinários e fitossanitários terão de ocorrer na fronteira.

Para os bens industriais, Barnier disse: “As únicas verificações sistemáticas visíveis entre a Irlanda do Norte e o resto do Reino Unido envolveriam o escaneamento dos códigos de barras em caminhões ou contêineres, o que poderia ser feito em balsas ou portos de trânsito.”