Alcolumbre diz que vai esperar pleno do STF sobre juiz de garantias

Medida estava prevista no Pacote Anticrime aprovado pelo Congresso Nacional em dezembro do ano passado.

Política / 16:02 - 24 de jan de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre, falou ontem sobre a liminar do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendeu por tempo indeterminado a implementação do chamado juiz de garantias. A medida estava prevista no Pacote Anticrime aprovado pelo Congresso Nacional em dezembro do ano passado.
Ao afirmar que "decisão judicial não se contesta", Alcolumbre ressaltou que vai esperar uma decisão do pleno do STF.
"Como se trata de uma decisão monocrática, eu vou aguardar a manifestação do pleno da Suprema Corte para poder me posicionar como presidente do Senado e chefe de Poder."
Davi Alcolumbre fez questão de lembrar que o Brasil tem Poderes independentes, mas que a harmonia entre eles é o que permite a sobrevivência da República.
"No Brasil, as atribuições dos três Poderes são muito claras. A harmonia e o respeito entre os Poderes, porém, é fundamental. A responsabilidade de legislar, todavia, é do Parlamento."
 

Agência Senado

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor