Ações da Eletropaulo sobem mais de 40% por causa da OPA

Italiana Enel vai cancelar registro de companhia aberta categoria A e passar para B.

Acredite se Puder / 18:44 - 27 de jun de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

As ações da Eletropaulo registraram alta de 40,67% e chegaram a R$ 47,97, após a sua controladora Enel Brasil protocolar na Comissão de Valores Mobiliários o pedido de registro de oferta pública de aquisição de ações, para o cancelamento do seu registro de companhia aberta, sob a categoria “A” e conversão para a categoria “B”. A Enel está disposta a pagar R$ 48,28 por ação, o que significa uma quantia 41,5% acima do fechamento da última quarta-feira, que foi R$ 34,10, mas é equivalente, com atualização, ao preço pago quando comprou o controle da companhia de energia paulista no primeiro semestre do ano passado. A oferta será destinada às 8,13 milhões de ações ordinárias da Eletropaulo que estão em circulação e correspondem a 4,056% do capital social total. “Após a conclusão da oferta, a companhia deixará o segmento especial de listagem da B3 denominado Novo Mercado em decorrência da efetivação da conversão de registro”, explicou a empresa em fato relevante.

 

Bitcoin, uma coisa de doido

Sem o menor motivo, o bitcoin registrou forte volatilidade durante esta quinta-feira, tendo passado de uma alta de quase 5% a uma queda de mais de 11%, depois de ter valorizado mais de 39% desde o início da semana, sem qualquer explicação razoável. Durante a manhã, a moeda digital perdeu cerca de US$ 1,8 mil só porque a Coinbase teve uma quebra no sistema, mas que foi consertada uma hora depois. Aí houve recuperação, mas no final houve baixa de 6,92% com a cotação caindo para US$ 11.852,35. Desde o início deste ano, o bitcoin acumula um ganho de 222%. Ninguém sabe qual o motivo para isso.

 

Reorganização do Pão de Açúcar

O grupo francês Casino Guichard-Perrachon, controlador do Grupo Pão de Açúcar, apresentou o plano para simplificar sua estrutura na América Latina. A reorganização envolve uma oferta pública a ser lançada pelo GPA para comprar, em dinheiro, até a totalidade das ações do Almacenes Éxito, companhia de capital aberto localizada na Colômbia. Segundo o fato relevante, a operação envolve também a migração do GPA para o Novo Mercado da B3, com a conversão de todas as ações preferenciais (sem direito a voto) do GPA em ordinárias (com direito a voto) à razão de um para um. Em relatório a clientes, o Bradesco BBI avaliou que, dadas as circunstâncias da operação apresentada, o negócio “é positivo”, por criar a expectativa de alta de cerca de 11% no lucro líquido por ação em 2020.

 

Ações da H&M sobem 13%

Num dia em que as ações no mercado europeu estiveram praticamente estáveis, com o Stoxx600 permanecendo nos 382,21 pontos, os títulos das redes de varejo se destacaram, em especial os da H&M, que tiveram valorização de 13%. Essa alta foi consequência da empresa sueca ter revelado uma redução nos seus estoques de 18,9% para 18,2%, o que foi considerado pelos analistas como a sinalização de melhores no segundo semestre.

 

Petróleo não consegue firmar alta

Por causa da redução de 12,8 milhões de barris, na semana passada no estoque dos Estados Unidos, no que foi à maior queda desde setembro de 2016, os preços do petróleo tiveram substancial recuperação. Porém, sem muita consistência, pois no dia seguinte a cotação voltou a cair. Em Nova York, o West Texas Intermedite baixou 0,27% para US$ 59,22, enquanto em Londres, o Brent perdeu 0,36% para US$ 66,25

 

Paquetá só afeta Grendene em R$ 11,3 mi

A Grendene confirmou que a Paquetá é sua cliente há mais de 30 anos e que possui títulos a receber dessa empresa no valor de R$ 11,3 milhões, 1,6% dos seus recebíveis. Essa informação ao mercado foi por causa de notícias sobre pedido de recuperação judicial da rede Paquetá.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor