57 privilegiados que estão fora da reforma

Fortuna dos bilionários brasileiros praticamente equivale a corte na Previdência.

Conjuntura / 23:44 - 8 de ago de 2019

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

As fortunas dos 57 brasileiros bilionários somam US$ 178,7 bilhões (R$ 703 bilhões), de acordo com a lista Latin Trade 2019 dos 100 mais ricos da América Latina. A relação inclui nomes como os de Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Abilio Diniz.

O valor combinado das fortunas é muito próximo ao que o Governo Bolsonaro prevê cortar nas aposentadorias com a reforma da Previdência. Após a votação na Câmara, a previsão é de um corte em torno de R$ 860 bilhões em dez anos.

O projeto da reforma chegou ao Senado na tarde desta quinta-feira, onde inicialmente será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O relator será Tasso Jereissati (PSDB-CE), que, segundo o site Congresso em Foco, é, entre os 81 senadores, dono da maior fortuna informada à Justiça Eleitoral, com R$ 389 milhões entre bens e patrimônio declarados.

Os brasileiros bilionários lideram a lista da Latin Trade, mas os 17 ricaços mexicanos têm uma fortuna per capita maior: US$ 7,8 bilhões cada, totalizando US$ 132,5 bilhões. No Brasil, os 57 abastados têm riqueza média de US$ 3,1 bilhões, inferior à dos nove bilionários chilenos, que é de US$ 3,9 bilhões.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor