Advertisement

Ótica Cidadã

Empresa-Cidadã / 23 Janeiro 2018

2018 já está deixando janeiro para trás e ainda não falamos aqui de boas novas. Elas existem, porém.

 

Você conhece o programa Ótica Cidadã? Ele reúne cinco redes no país – Óticas Diniz, Chilli Beans, Mercadão dos Óculos, Óticas Carol e Óticas Visão – e é o resultado de cooperação entre os principais agentes do segmento óptico, como o Grupo Essilor, com seus laboratórios.

 

Na edição lançada em julho de 2017, o programa Ótica Cidadã, que já oferecia óculos (lentes e armação) a R$ 60 para a população de baixa renda, está ampliando o seu alcance, com o aumento da faixa de renda com direito ao benefício.

 

Antes restrito a beneficiários do programa governamental Bolsa Família, agora o programa atende também aos assalariados, aposentados e pensionistas com rendimentos de até R$ 1.200. Além disso, os desempregados que apresentarem a rescisão do contrato de trabalho e seu último contracheque com até este limite de valor, também terão direito aos óculos.

 

– “Depois de quatro meses funcionando de forma experimental, nesta nova edição, observamos grande demanda de interessados sem poder de compra e que não são beneficiários de programas como o Bolsa Família. Assim, optamos por aumentar a abrangência do programa Ótica Cidadã, para que o benefício chegue a mais camadas da população carente”, afirma Sandra Abreu, diretora do Instituto Ver&Viver, instituição responsável pela iniciativa.

 

Com 255 lojas credenciadas em todo o Brasil disponibilizando óculos a R$ 60, o programa Ótica Cidadã tem como objetivo ajudar mais de 25 mil pessoas a enxergar melhor, em um ano.

 

No Brasil, estima-se que 30 milhões de pessoas possuem problemas de visão e não têm acesso aos óculos de grau, enquanto “dados estatísticos mostram que 80% dos problemas com a visão podem ser facilmente resolvidos com o uso de óculos”, complementa a diretora do Instituto Ver&Viver.

 

Os óculos oferecidos são voltados para a correção de miopia, hipermetropia ou astigmatismo. Assalariados, desempregados, aposentados e pensionistas, portando o último comprovante de renda (no caso do desempregado, também o documento de rescisão), podem adquirir seus óculos por R$ 60. O benefício é extensível a cônjuges e filhos menores de idade. No caso específico do Bolsa Família, os pais dos beneficiários também são contemplados.

 

Para adquirir os óculos, é necessário apresentar a prescrição feita por um médico oftalmologista. O participante deve acessar o site (www.oticacidada.org.br), localizar uma das óticas que fazem parte do programa e levar a receita médica, com validade de até seis meses (o oftalmologista é o único profissional que pode realizar o exame de vista), assim como os comprovantes do Bolsa Família ou de remuneração. No site, a população também poderá indicar outros programas sociais para avaliação do programa.

 

Sobre o Instituto Ver & Viver

O Instituto Ver & Viver (IVV) é uma associação sem fins lucrativos, que tem como patrocinadores as empresas do Grupo Essilor, presentes em mais de 120 países, cuja missão é proporcionar às pessoas uma melhor qualidade de vida através da visão. No Brasil, o Instituto é responsável pela implantação e operacionalização do projeto 2.5 New Vision Generation. Através de campanhas que percorrem o país, o Instituto Ver&Viver forma parcerias para corrigir a visão da população carente de maneira inovadora. Mais informações em www.institutovereviver.org.br

 

A Essilor

Líder mundial em lentes oftálmicas, a Essilor International cria novos desenhos, produz e comercializa uma vasta gama de lentes oftálmicas para melhorar e proteger a visão. Sua missão é melhorar vidas através da visão. Para cumprir esta missão, a empresa investe anualmente 200 milhões de euros em pesquisa e inovação, comprometida com a oferta contínua ao mercado de produtos inovadores e eficazes. Suas marcas mais conhecidas são a lente multifocal Varilux, a lente fotossensível Transitions, o antirreflexo Crizal, a lente solar polarizada Xperio e a lente antiembaçante Optifog. A empresa também desenvolve e comercializa equipamentos, instrumentos e presta serviços aos atuantes no mercado óptico.

A Essilor reportou receita consolidada de mais de € 7,1 bilhões em 2016. Emprega 64 mil pessoas em várias partes do mundo. Comercializa seus produtos em mais de 100 países, possui 33 fábricas, 490 laboratórios , bem como cinco centros de pesquisa e desenvolvimento no mundo.

 

A Oxfan e o WEF

A Oxfam calcula que mais de 80% da riqueza criada no mundo em 2017 ficou nas mãos de 1% da população. A organização não-governamental registou um aumento histórico no número de multimilionários no mundo, argumentando que só essa riqueza acumulada serviria para acabar com a pobreza extrema. Se esta fosse a vontade… No entanto, a saúde dos bancos certamente será mais discutida no WEF do que a saúde humana.

 

Paulo Márcio de Mello é professor aposentado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

paulomm@paulomm.pro.br

http://pauloarteeconomia.blogspot.com