Vídeo
 
Conjuntura
O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) voltou a desacelerar...
25 jul 2016
 
Conjuntura
Em 2020, produção de ‘shale gas’ já estará em declínio A...
23 jul 2016
 
Rio de Janeiro
Justiça Federal exige apresentação de planos da Olimpíada A Justiça Federal...
22 jul 2016
 
Política
A presidente afastada Dilma Rousseff disse hoje, em seu Twitter, que...
22 jul 2016
 
 
Últimas Notícias
Conjuntura

À vista do estado caótico em que a crise econômica, social e política mergulhou o país nos últimos meses, sinalizando total degradação das instituições republicanas em todas as instâncias, integran-tes da sociedade civil decidiram criar a Aliança pelo Brasil, um movimento de cidadãos que se acham inconformados com a desestruturação da política nacional. Em manifesto […]


Conjuntura

A Dívida Pública Federal (DPF) apresentou aumento, em termos nominais, de 2,77%, em junho na comparação com maio, ao passar de R$ 2,878 trilhões para R$ 2,958 trilhões. Os dados, que incluem o endividamento interno e externo, foram divulgados nesta segunda-feira pelo Tesouro Nacional. O endividamento do Tesouro pode ocorrer por meio da oferta de […]

 
Mercado Financeiro
LAN paga multa de mais de US$ 22 milhõesAtual CEO da Latam aprovou contrato simulado para estudo de supostas rotas aéreas existentes na Argentina A LAN Airlines concordou em pagar para a Securities and Exchange Commission (SEC) multa de US$ 12,75 milhões, além de juros de US$ 9,4 milhões, para resolver processos cíveis e penais relativas a pagamentos indevidos que foram autorizadas durante uma disputa entre a companhia aérea e seus empregados sindicalizados na Argentina. Uma investigação da SEC descobriu que quando surgiram problemas na negociação de acordos trabalhistas com os sindicatos, apareceu um consultor argentino que se ofereceu para negociar em nome da empresa. O cidadão, no entanto, deixou claro que esperava uma compensação para estas negociações e que os pagamentos seriam destinados a terceiros por causa de sua influência sobre os sindicatos. Ignacio Cueto Plaza, na ocasião, vice presidente de operações da LAN, aprovou o pagamento de US$ 1,15 milhão para o consultor, através de um contrato simulado para estudo de supostas rotas aéreas existentes na Argentina. E sabia que nenhum estudo real seria realizado e que o consultor iria repassar uma parte do dinheiro para os dirigentes sindicais na Argentina para resolver as disputas salariais. Violações O executivo foi enquadrado em violações da FCPA (Foreign Corrupt Practices Act, lei federal de 1977 criada para combater a corrupção transnacional por pessoas ou entidades relacionadas dos EUA), pagando em fevereiro, por causa disso, multa de US$ 75 mil. Como é membro da família controladora da companhia aérea (LAN), atualmente Ignacio é o CEO da Latam. Os pagamentos datam de 2006 e 2007, antes da fusão que com a brasileira TAM em 2012. “LAN usou um contrato de consultoria falso para fazer seus relatórios financeiros aparecerem como se a empresa estivesse financiando um estudo em vez de direção do dinheiro para resolver disputas trabalhistas”, disse Kara Brockmeyer, chefe da Unidade de FCPA da Divisão de Execução da SEC. “Este acordo, juntamente com nosso caso anterior contra o CEO mostra que as empresas públicas e seus executivos devem ser verdadeiras e próximas sobre seus contratos de consultoria no exterior ou de outra forma pagar as consequências”, acrescentou. Para chegar ao acordo, a SEC considerou os atos de reparação e de cooperação geral com a investigação da LAN e a empresa chilena se comprometeu a manter uma auditoria independente por um período não inferior a 27 meses. Atual CEO da Latam aprovou contrato simulado para estudo de supostas rotas aéreas existentes na Argentina A LAN Airlines concordou em pagar para a Securities and Exchange Commission (SEC) multa de US$ 12,75 milhões, além de juros de US$ 9,4 milhões, para resolver processos cíveis e penais relativas a pagamentos indevidos que foram autorizadas durante uma disputa entre a companhia aérea e seus empregados sindicalizados na Argentina. Uma investigação da SEC descobriu que quando surgiram problemas na negociação de acordos trabalhistas com os sindicatos, apareceu um consultor argentino que se ofereceu para negociar em nome da empresa. O cidadão, no entanto, deixou claro que esperava uma compensação para estas negociações e que os pagamentos seriam destinados a terceiros por causa de sua influência sobre os sindicatos. Ignacio Cueto Plaza, na ocasião, vice presidente de operações da LAN, aprovou o pagamento de US$ 1,15 milhão para o consultor, através de um contrato simulado para estudo de supostas rotas aéreas existentes na Argentina. E sabia que nenhum estudo real seria realizado e que o consultor iria repassar uma parte do dinheiro para os dirigentes sindicais na Argentina para resolver as disputas salariais. Violações O executivo foi enquadrado em violações da FCPA (Foreign Corrupt Practices Act, lei federal de 1977 criada para combater a corrupção transnacional por pessoas ou entidades relacionadas dos EUA), pagando em fevereiro, por causa disso, multa de US$ 75 mil. Como é membro da família controladora da companhia aérea (LAN), atualmente Ignacio é o CEO da Latam. Os pagamentos datam de 2006 e 2007, antes da fusão que com a brasileira TAM em 2012. “LAN usou um contrato de consultoria falso para fazer seus relatórios financeiros aparecerem como se a empresa estivesse financiando um estudo em vez de direção do dinheiro para resolver disputas trabalhistas”, disse Kara Brockmeyer, chefe da Unidade de FCPA da Divisão de Execução da SEC. “Este acordo, juntamente com nosso caso anterior contra o CEO mostra que as empresas públicas e seus executivos devem ser verdadeiras e próximas sobre seus contratos de consultoria no exterior ou de outra forma pagar as consequências”, acrescentou. Para chegar ao acordo, a SEC considerou os atos de reparação e de cooperação geral com a investigação da LAN e a empresa chilena se comprometeu a manter uma auditoria independente por um período não inferior a 27 meses.
25 jul 2016
 
Mercado Financeiro
25 jul 2016
 
Conjuntura
25 jul 2016
 
Conjuntura
Aeroporto_avioes_nova_proporcao

Cumprindo acordo costurado com senadores, o presidente interino Michel Temer vetou a liberação total de capital estrangeiro para participar de companhias aéreas brasileiras. O dispositivo vetado...

Enquete

O que você achou da prisão de pessoas acusadas de terrorismo pelo Governo Temer?

Envie seu conteúdo para o monitor

Queremos incentivar a sua participação no nosso novo jeito de fazer jornal